Cassilândia, Quinta-feira, 24 de Maio de 2018

Últimas Notícias

28/09/2005 07:40

População carcerária terá projeto de alfabetização

Ministério da Justiça

O protocolo de intenções que busca promover e desenvolver ações voltadas para a elevação da escolaridade de jovens e adultos no sistema prisional brasileiro foi assinado nesta terça-feira, 27, pelos ministros da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, e da Educação, Fernando Haddad.

O projeto busca eliminar o analfabetismo entre os presidiários e garantir a eles, após o fim do cumprimento de suas penas, melhores oportunidades no mercado de trabalho. As ações envolvem as secretarias estaduais de educação e de segurança pública, além de organizações não-governamentais, na formação de uma ampla rede social destinada a operar em suporte, apoio e colaboração às atividades.

Segundo o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, "a possibilidade de melhora da pessoa por meio da educação é fundamental dentro ou fora da cadeia". O ministro citou ainda que está sendo elaborado um projeto de lei que vai gerar a remissão da pena por meio do estudo. "Hoje, a lei prevê que para cada dia trabalhado haja diminuição de pena. Nosso objetivo é fazer o mesmo para o preso que venha a estudar, criando condições para estabelecer certos bônus dependendo da aceleração do processo na educação", afirmou.

Depen - Dados referentes a 2004, do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), estimam que o número de pessoas presas seja de aproximadamente 250 mil, sendo 96% do sexo masculino (238.389) e 4% do sexo feminino (10.735). Cerca de 70% dessa população carcerária no Brasil não possui o ensino fundamental completo.

Segundo Marcela Teixeira Batista, Coordenadora Geral Substituta de Reintegração Social do Depen, o aumento na escolaridade do presidiário melhora suas perspectivas de ser acolhido novamente pela sociedade. "São vários os casos de presidiários que, graças à educação recebida nos presídios, conseguem completar cursos técnicos e até ingressam na universidade", afirma.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 24 de Maio de 2018
Quarta, 23 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)