Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/06/2013 13:40

Policias afirmam que “acordo” salarial não foi cumprido pelo governo estadual

Campo Grande News/ Leonardo Rocha

Representantes dos policias civil e militares estiveram na sessão de hoje na Assembleia Legislativa reclamando que o “acordo” feito pela classe com o governo estadual, ainda não foi cumprido. O deputado estadual Pedro Kemp (PT) foi à tribuna pedir explicações do executivo a respeito desta questão. De acordo com o petista, o projeto de lei aprovado na Casa e a “tabela” de recomendações “acordadas” entre as partes, ainda não foi “sancionado” e publicado pelo governo estadual.

O presidente da Sinpol-MS (Sindicato dos Policiais Civis de MS), Alexandre Barbosa, destacou que o reajuste de 7% oferecido pelo executivo já foi incorporado as folhas salariais, no entanto o projeto e a tabela de reivindicações ainda não foram publicadas. “Temos que ter esta garantia, por isso estamos cobrando tanto os deputados como o governo”, ressaltou.

De acordo com Barbosa, a classe solicita a ampliação de número de vagas para promoção, o aumento de 50% para 80% o percentual de antiguidade, quando o policial tem promoção, e um adicional de alimentação superior aos R$ 100,00 pagos pelo executivo. “Fizemos este acordo durante a negociação e queremos que seja cumprido”, enfatizou ele.

Kemp destacou que a Assembleia deve fazer esta cobrança ao governo, já que participou de forma ativa das negociações, se comportando como “mediadora” do acordo. “Nossa credibilidade e palavra é que está em jogo”, frisou.

Agenda – O deputado estadual Jerson Domingos (PMDB), presidente da Casa de Leis, revelou que conversou com o governador André Puccinelli (PMDB) sobre a questão, que se comprometeu a marcar uma reunião ainda esta semana para conversar com os deputados e representantes das policias. Jerson ainda ressaltou que o governador somente não “sancionou” a lei por conta da agenda cheia. “Ele está resolvendo questões nacionais, como o conflito agrário”, explicou.

Sobre a publicação da tabela, o deputado argumentou que ele pediu para “segurar” a matéria para que haja uma discussão com o governador. “Eu fiz este pedido para que toda tabela acordada com a classe seja aprovada pelo executivo”, destacou ele.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)