Cassilândia, Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017

Últimas Notícias

12/04/2011 11:13

Policiais que interromperam massacre em Realengo são promovidos por bravura no Rio

Vitor Abdala, Agência Brasil

Rio de Janeiro - Os três policiais militares que entraram na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, e interromperam a chacina no último dia 7 foram promovidos hoje (12), por bravura, no Quartel-General da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Os policiais atiraram em Wellington de Oliveira, que já havia baleado dezenas de alunos, e impediram que o atirador continuasse o massacre.

O terceiro-sargento Marcio Alves foi promovido a segundo-sargento, enquanto os cabos Denilson Francisco de Paula e Edinei Feliciano da Silva tornaram-se terceiros-sargentos. O sargento Alves lembrou as 12 crianças mortas e as que ficaram feridas no tiroteio.

“Eu preferia que as crianças estivessem vivas e eu não estivesse recebendo essa homenagem. Vou continuar meu trabalho nas ruas, que já venho fazendo há 18 anos. Vou continuar me dedicando 100% a essa profissão”, disse.

Segundo o sargento, antes do massacre na Escola Municipal Tasso da Silveira, havia pelo menos seis anos que ele não disparava sua arma em serviço. “Nesse tempo, só atirei em treinamento”, afirmou o Alves, que já era terceiro-sargento há quatro anos.

Edinei Feliciano da Silva já está na polícia há 12 anos – os últimos três anos e meio como cabo. Já Denilson Francisco de Paula, que era cabo há apenas um ano, já está na Polícia Militar há nove anos.

A cerimônia de promoção por bravura dos três policiais contou com a presença do presidente da República em exercício, Michel Temer, além do governador fluminense, Sérgio Cabral, e do prefeito carioca, Eduardo Paes.

Em discurso durante a cerimônia, o comandante da Polícia Militar, coronel Mário Sérgio Duarte, disse que os policiais demonstraram coragem, profissionalismo e serenidade durante a ação em Realengo. O comandante citou o livro sagrado do islamismo, o Corão, como uma forma de afastar as ilações de que Wellington de Oliveira tenha cometido os assassinatos supostamente depois de se tornar muçulmano. Segundo o coronel, o Corão traz mensagens de tolerância e de amor às crianças.



Edição: Lílian Beraldo

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 20 de Outubro de 2017
Quinta, 19 de Outubro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 18 de Outubro de 2017
10:40
Goiás, Distrito Federal e São Paulo
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)