Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

08/07/2015 17:57

Polícia vai à Justiça para esclarecer causa da morte de casal de jovens

Viviane Oliveira, Campo Grande News
Casal foi encontrado morto no final da manhã de ontem. (Foto: reprodução Facebook/Tá Na Mídia Naviraí).Casal foi encontrado morto no final da manhã de ontem. (Foto: reprodução Facebook/Tá Na Mídia Naviraí).

A Polícia Civil de Naviraí, distante 366 quilômetros de Campo Grande, vai acionar o Ministério Público Estadual para saber o que causou a morte de Ana Carolina Ferreira da Silva, 21 anos, e o marido, Marcos Pereira de Souza, 23. Os dois foram encontrados mortos em casa dentro do quarto por volta das 11h de ontem (7), na Rua Edson Vicente Pereira, na Vila Primavera.

De acordo com o delegado que investiga o caso, Edson Luis Ruiz Ubeda, tudo indica que o casal tenha morrido intoxicado com monóxido de carbono, ocasionado por carvão queimado dentro de um botijão, que foi encontrado no cômodo. Porém, a confirmação sobre causa da morte precisa de uma prova técnica.

O jovem trabalha no frigorífico, enquanto a mulher era funcionária de um supermercado.

Para isso, foi coletado exame de sangue do casal, mas o IALF (Instituto de Análises Laboratoriais Forenses) de Mato Grosso do Sul, não faz esse tipo de exame. “Hoje ainda vou acionar o MP que vai entrar com ação para o Estado pagar o laudo em laboratório particular ”, diz o delegado.

Por enquanto, conforme Edson, não há um prazo para concluir o inquérito. “Não havia sinal de violência no local, mas precisamos comprovar a causa da morte”, afirma.

O caso - Os corpos estavam com rigidez cadavérica e tudo indica que o casal tenha morrido um dia antes de ser encontrado. Os dois foram localizados pelo irmão de uma das vítimas, que acionou o Corpo de Bombeiros.

O rapaz encontrou próximo a cama do casal um pequeno botijão cortado ao meio, com carvão queimado dentro. No último sábado, a temperatura registrada em Naviraí foi de 9º e provavelmente, o casal teria colocado o objeto dentro do quarto e acendido o carvão para se aquecer do frio.

A primeira hipótese é que os dois tenham morrido intoxicado por monóxido de carbono, que é um gás incolor e sem cheiro, derivado da queima incompleta de combustíveis fósseis, que é o carvão vegetal e mineral, gasolina, querosene e óleo diesel. Os corpos foram enterrados hoje de manhã na capela municipal. Ana Carolina trabalhava em um supermercado da cidade e, Marcos no frigorífico da região. Eles não tinham filho.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)