Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

09/04/2011 12:13

Polícia prende dois suspeitos de venderem arma a atirador de Realengo

Vitor Abdala, Agência Brasil

Rio de Janeiro - A Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro apresentou hoje (9) dois suspeitos de venderem uma arma ao atirador Wellington de Oliveira, que invadiu a Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio, matou 12 crianças e feriu outros estudantes na última quinta-feira (7). Os dois moravam em Sepetiba, bairro da zona oeste onde também residia Wellington, e foram presos pela Polícia Militar na noite de ontem (8).

Um dos acusados é Charleston Souza de Lucena, chaveiro que prestou um serviço de troca de fechadura para Wellington quando ele se mudou para Sepetiba. Segundo a polícia, Wellington teria perguntado ao chaveiro se ele conhecia algum comerciante de armas e Charleston, por sua vez, teria recorrido a Isaías de Souza para comprar o revólver calibre 32 usado no massacre da escola.

De acordo com a polícia, eles teriam cobrado R$ 260 pelo revólver calibre 32. Tanto Charleston quanto Isaías já tem passagens pela polícia por crimes como lesão e ameaça, e tiveram sua prisão preventiva decretada pela Justiça na madrugada de hoje por venda ilegal de arma.

A polícia ainda não conseguiu identificar a origem do revólver calibre 38, também usado por Wellington de Oliveira nos assassinatos. A arma está com a numeração raspada, o que dificulta seu rastreamento.



Edição: Lílian Beraldo

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)