Cassilândia, Sábado, 15 de Agosto de 2020

Últimas Notícias

03/07/2020 11:40

Polícia investiga uso de decisão judicial falsa para venda de gado e sonegação

Fonte: Polícia Civil do Estado de Goiás

Redação
Polícia investiga uso de decisão judicial falsa para venda de gado e sonegação

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Ordem Tributária (DOT) – com apoio da 19ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Caldas Novas e Secretaria da Economia (Secon) – deflagrou nessa quarta-feira (1º) a Operação Porteira Fechada. A operação tem como alvo comerciantes de gado que atuam entre os estados de Goiás e São Paulo e servidor da Agenfa de Corumbaíba.

Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão no município de Corumbaíba e também realizadas diligências em Goianira e Morrinhos. Os investigados teriam utilizado decisão judicial falsificada para emitirem notas fiscais de compra e transporte de gado com isenção tributária, contando com a conivência de servidor público lotado na Agenfa de Corumbaíba.

As investigações da Polícia Civil e a auditoria da Secretaria da Economia apontam também fraude na simulação de transferência de gado de corte entre Goiás e frigoríficos de São Paulo com o objetivo de burlar a atuação do Fisco goiano. A Secretaria da Economia identificou rombo ao erário de aproximadamente R$ 1 milhão e meio de reais a título de ICMS devido.

Os investigados responderão por crime tributário, falsidade ideológica e associação criminosa, além de terem de arcar com o pagamento dos tributos sonegados acrescidos de multa.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 15 de Agosto de 2020
10:00
Receita do Dia
Sexta, 14 de Agosto de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)