Cassilândia, Quarta-feira, 22 de Maio de 2019

Últimas Notícias

18/04/2019 16:11

Polícia investiga se mulher foi torturada para confessar incêndio criminoso

Campo Grande News

A Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) irá investigar se o ex-pastor José Ronaldo Amorim Lopo de Almeida, 30 anos, torturou a mulher e a obrigou a confessar que colocou fogo na casa no bairro Zé Pereira, no dia 11 de abril. A agressão a ela teria sido presenciada por um dos filhos, de 4 anos.

Na casa, estava o garçom Wilkisonn Danillo Barbosa Figueiredo, 28 anos, que teve 75% do corpo queimado e está internado em estado grave na Santa Casa de Campo Grande.

José Ronaldo foi preso na terça-feira (16), quando foi à polícia em Ribas do Rio Pardo comunicar que os documentos dele e da esposa foram queimados. Durante esse tempo, a mulher estava com ele, mas que essa permanência teria sido forçada, segundo a polícia.

A delegada Joilce Silveira Ramos disse que a mulher confessou ter colocado fogo na casa, mas acredita que ela tenha sido influenciada pelo marido. “Ela está querendo aliviar as coisas para ele”.

A versão ganha força para a polícia por conta da insegurança dela em relatar o que aconteceu e pelo fato de ter sido encontrada com cabelos curtos, quase careca. O filho dela, de 4 anos, disse que foi José Ronaldo quem cortou, usando um facão. A mulher negou, alegando que estava em depressão e cortou os cabelos.

Relato semelhante foi feito por uma vizinha do casal, que não quis ter identidade revelada. Ela disse ao Campo Grande News que as brigas eram frequentes. “Eu sempre escutava ela pedindo ‘socorro’ e ‘pelo amor de Deus’. Sempre que ele batia nela ele cortava o cabelo dela ‘de faca’.

Segundo Joilce, em depoimento informação, a vítima confirmou que foi José quem jogou líquido na casa, jogou fósforo e trancou a porta para que Wilkisonn não saísse. A motivação ainda está sendo apurada. O garçom é dono do imóvel que o casal alugava.

A delegada explicou que a proximidade com o marido, em Ribas, intimida a mulher e, por isso, ela será interrogada em Campo Grande. Por enquanto, ela está detida para averiguação, já que não há mandado de prisão expedido contra ela. A criança esta sob cuidados da assistência social.

O homem será transferido posteriormente para um presídio na Capital.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 22 de Maio de 2019
10:00
Receita do Dia
09:21
Cassilândia
Terça, 21 de Maio de 2019
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)