Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/07/2015 16:13

Polícia investiga participação de militar em estupro coletivo

Correio do Estado

As investigações sobre um caso de estupro coletivo ocorrido em Três Lagoas (MS) apontam um recruta do Exército Brasileiro como possível suspeito. A investigação é conduzida pela titular da Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM), Letícia Mobis. O caso pode tomar maiores proporções pelo fato da investigação indicar que outras 10 pessoas também podem ter participado do crime. As informações são do Minuto MS.

Conforme informações da conselheira tutelar Mirian Herrera, os abusos contra duas jovens de 14 e 16 anos, que são surdas-mudas, vinha ocorrendo há dois anos em uma residência.

Segundo ainda a conselheira, no mesmo período, a menor de 14 anos estava sob a custódia da tia por já ter sofrido abusos sexuais que foram praticados - na época – pelo padrasto.

“Desde então, ao morar com a tia, ela começou a ser abusada pelo primo de 18 anos que aproveitava à ausência dos pais para praticar o ato. O recruta ainda estuprou a amiga da vítima que hoje tem 15 anos. Não descartamos a possibilidade de uma das vítimas ter sido abusada de forma coletiva, pelos amigos de farda do recruta”, explicou Miriam.

O caso já foi levado ao conhecimento do comando do Exército que irá aguardar as investigações da polícia para tomar as medidas legais internamente – se for o caso - contra o recruta, caso seja comprovado o crime.
Nos próximos dias, a menor de 14 anos irá fazer um reconhecimento dos outros autores através de fotos para que assim, possa identificar todos os envolvidos.

CASO
O Conselho Tutelar, uma psicóloga e um interprete, estiveram na 1º Delegacia de Polícia Civil, no dia 26 de junho, para a registrar boletim de ocorrência. Na ocasião, um médico legista examinou as vítimas e constatou o estupro nas duas vítimas. O caso segue em segredo de Justiça.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)