Cassilândia, Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

11/07/2016 18:01

Polícia investiga esquema de venda de diplomas universitários por R$ 15 mil

Anahi Zurutuza, Campo Grande News

A Polícia Civil investiga suposto esquema de venda ilegal de diplomas universitários em Campo Grande. Na manhã desta segunda-feira (11), policiais da Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) cumpriram mandados de busca e apreensão em uma farmácia na avenida Guaicurus, de onde foram levados documentos, celulares e computadores do “fabricante” dos certificados de conclusão em graduações, especializações e mestrados.

A investigação começou após denúncias anônimas. Conforme o delegado-titular da Denar, Rodrigo Yassaka, investigadores apuraram até agora que os diplomas eram negociados por telefone e pelo WhatsApp por até R$ 15 mil.

O suspeito de praticar o comércio ilegal teria tentado vender certificados a professores que fizeram o concurso da Semed (Secretaria Municipal de Educação) neste ano. O resultado da seleção foi homologado no dia 1º de julho, conforme publicação no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande).

O material apreendido passará por perícia, trabalho que deve levar ao menos 30 dias. Já o suspeito de comercializar os diplomas deve ser ouvido ainda nesta semana. “A investigação ainda está no início”, disse Yassaka.

A prefeitura informou, por meio da assessoria de imprensa, que não vai se posicionar sobre o assunto por enquanto e pede que se alguém souber de candidato que comprou diploma que faça denúncia à polícia.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 20 de Fevereiro de 2017
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 18 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)