Cassilândia, Sábado, 06 de Março de 2021

Últimas Notícias

16/12/2020 11:20

Polícia investiga esquema de pagamento de diárias indevidas e fraude a licitação

Fonte: Polícia Civil do Estado de Goiás

Redação
Polícia investiga esquema de pagamento de diárias indevidas e fraude a licitação

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública (Dercap), deflagrou nessa terça-feira (15) a Operação Andarilhos, com o objetivo de cumprir 16 mandados de busca e apreensão e afastamento das funções públicas de 07 servidores do Município de Lagoa Santa. Entre os servidores afastados, está o prefeito municipal. Os mandados foram cumpridos na sede da Prefeitura, na residência de servidores públicos e de empresários nos municípios de Lagoa Santa e Itarumã, interior goiano.

A investigação aponta indícios de que o prefeito e alguns de seus secretários teriam participado de um esquema criminoso que atua há mais de 05 anos e consistiria no recebimento ilegal de diárias e também no direcionamento de licitações para que apenas as empresas ligadas ao grupo se sagrassem vencedoras nos certames. A decisão de afastamento dos cargos foi proferida pelo Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, que determinou ainda o bloqueio de mais de R$ 5 milhões das contas dos investigados.

Polícia investiga esquema de pagamento de diárias indevidas e fraude a licitação

São investigadas na Operação Andarilhos 15 pessoas. Os investigados respondem a inquérito policial pelos crimes de fraude a licitação, associação criminosa e peculato. A maioria dos investigados já foi interrogada.

Durante o cumprimento dos mandados de buscas na casa de um dos investigados da Operação Andarilhos, a Polícia Civil encontrou duas armas de fogo – um revólver e uma espingarda. Por esta razão, um investigado foi autuado em flagrante por posse irregular de arma de fogo. Foi concedida fiança e paga pelo autuado para responder a mais este crime em liberdade.

Polícia investiga esquema de pagamento de diárias indevidas e fraude a licitação

O nome da operação refere-se ao exorbitante recebimento de diárias por parte do prefeito, vice-prefeito e demais servidores investigados. Se eles tivessem realizado todas as viagens com as diárias recebidas, calcula-se que teriam passado metade do ano na estrada, viajando de Goiânia para Lagoa Santa. Somente o prefeito de Lagoa Santa teria recebido, desde 2015, R$ 700 mil em diárias. O Município gasta por ano mais de meio milhão de reais com diárias. E, segundo as investigações, só o prefeito teria recebido, em média, 30% desse valor.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 06 de Março de 2021
Sexta, 05 de Março de 2021
13:00
Penso Logo Produzo
Quinta, 04 de Março de 2021
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)