Cassilândia, Sábado, 19 de Janeiro de 2019

Últimas Notícias

08/01/2019 15:00

Polícia investiga como droga entrou na casa de bebê que tomou vodka

A mãe pode responder por abandono de incapaz, cuja pena varia de seis a três anos de prisão

Campo Grande News

A Polícia Civil investiga como droga entrou na casa do bebê de 2 anos que foi socorrido desacordado após beber vodka com energético e inalar fumaça de maconha. A criança tem paralisia cerebral. O caso aconteceu na noite de domingo (6), no Jardim das Macaúbas, em Campo Grande.
A mulher de 32 anos contou que saiu com uma colega para buscar açúcar na casa de um conhecido e deixou a criança com a irmã de 11 anos, que faz uso de droga e também de bebida alcoólica. Quando retornou, cerca de 1 hora depois, o menino havia sido socorrido por vizinhos que acionaram a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Conforme a delegada Anne Karine Sanches Trevizan, da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), havia mais dois adolescentes na residência. “Vamos ouvir todos os envolvidos. Ainda não sabemos como a droga entrou na casa. Se foram os meninos que levaram ou se pertencia a mãe”, diz.

A mãe da criança será ouvida ainda nesta manhã (8) na delegacia especializada. Ela pode responder por abandono de incapaz, cuja pena varia de seis a três anos de prisão. O bebê passou por exame de corpo delito para saber se consumiu bebida alcoólica e inalou fumaça de maconha, porém o resultado deve sair nos próximos dias.

Socorro - O bebê foi socorrido à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Universitário. Lá, foi ministrado soro e constatado preliminarmente que a criança havia ingerido bebida alcoólica e inalado fumaça de maconha. O menino recebeu alta ainda durante a madrugada. Tanto o bebê quando a irmã foram atendidos pela assistente social da unidade e depois entregues à mãe. A mulher foi ouvida na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga e na sequência liberada. Por envolver crianças, o nome da mãe é preservado por imposição do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 19 de Janeiro de 2019
Sexta, 18 de Janeiro de 2019
10:10
Chapadão do Sul
Quinta, 17 de Janeiro de 2019
10:00
Receita do dia
09:00
Santo do dia
Quarta, 16 de Janeiro de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)