Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

11/09/2014 12:12

Policia interdita comércios, apreende produtos e localiza gado furtado

Jornal Tribuna Livre

Policiais da DECON (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo) realizaram na semana passada, mais uma ação conjunta com Fiscais Agropecuários do MAPA e da IAGRO.

A ação ocorreu no município de Paranaíba e região, e visava à fiscalização e combate aos crimes contra as relações de consumo e ao trânsito e comércio irregulares de animais, produtos e subprodutos de origem animal clandestinos.

Em Aparecida do Taboado, foram apreendidas banha e carne suínas, por não terem inspeção do órgão sanitário oficial. O proprietário do estabelecimento onde os produtos foram apreendidos apresentou nota fiscal da compra da carne e através das informações constantes no documento foi possível a localização da chácara onde ocorria o abate clandestino de suínos.
Em diligências ao local, foi possível realizar a apreensão das ferramentas utilizadas na prática do abate clandestino. Além disso, foi constatada a falta condições sanitárias adequadas ao abate, bem como condições de higiene inadequadas. Os responsáveis pelos animais e pelo abate foram conduzidos até a Delegacia de Aparecida do Taboado, onde prestaram esclarecimentos.

Em Paranaíba, uma distribuidora de produtos alimentícios foi autuada por vender banha suína sem inspeção do órgão sanitário competente, bem como por não possuir instalações adequadas para armazenamento e distruibuição dos produtos, além de apresentar condições inadequadas de higiene, em razão de animais domésticos terem livre acesso aos produtos estocados, que ficavam diretamente no solo.
Ainda no município, um açougue foi interditado até que o proprietário proceda a adequação e saneamento das irregularidades encontradas. O local não possuía câmara fria, nem mesmo sala adequada para manipulação de carnes e fabricação de linguiças. As condições de higiene eram precárias e foram localizadas carnes bovinas oriundas de abate clandestino armazenadas juntamente com carnes inspecionadas, expondo tais produtos à possível contaminação.

Também em Paranaíba, uma propriedade rural foi interditada por não possuir inscrição estadual para a criação, compra e venda de gado bovino e suíno. No local foram encontrados 6 machos da raça Nelore, cuja origem não foi comprovada pelo proprietário, além dos animais apresentarem marca a fogo recente sobreposta à antiga, condição que configura crime previsto no Código Penal Brasileiro. Em diligências, foi constatado que o gado era produto de furto (abigeato), ocorrido em uma fazenda localizado no município de Itajá – GO, município próximo a Paranaíba. Os responsáveis pelo crime, assim como o proprietário da chácara onde os animais foram encontrados, foram apresentados na 1ª Delegacia de Paranaíba para as providências devidas, tendo a vítima do furto sido identificada e comunicada a respeito dos fatos.

As ações empreendidas pelos Policiais Civis e pelos fiscais agropecuários objetivam principalmente a orientação dos comerciantes e o combate a prática de abate clandestino de animais. Pelo que se observa, no entanto, nessas cidades, a prática de abate clandestino e o descumprimento das normas sanitárias vigentes são comuns, o que configura não só crimes, mas o desrespeito para com as normas de saúde pública e para com as pessoas que poderão consumir tais produtos, bem como concorrência desleal, trazendo prejuízos aos fornecedores sérios que atendem as normas sanitárias corretamente.

Segundo a Autoridade Policial da Decon e vigilância sanitária “É importante que a população saiba que o consumo de produtos de origem animal sem inspeção sanitária do órgão competente pode acarretar diversas doenças para o ser humano, como brucelose, tuberculose, cisticercose entre outras, e ocasionando transtornos gástricos tais como diarréia, vômitos, podendo levar a óbito”.
Autor: Jornal Tribuna Livre Online

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)