Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

29/07/2005 14:23

Polícia Federal vai ouvir testemunhas para CPI dos Corre

Iolando Lourenço / ABr

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios vai estreitar a cooperação com a Polícia Federal, o Ministério Público e o Tribunal de Contas da União. Após reunião na noite de ontem (28) com o delegado Luiz Flávio Zampronha e outros dois delegados da PF, o relator da CPMI, deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), disse que a comissão vai se valer mais da atuação da Polícia federal. "Decidimos que nos valeremos mais da PF para realizar diligências mais rápidas, ouvindo testemunhas que tornam desnecessária a realização de audiências públicas na comissão", disse o relator.

O deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR) disse que a parceria da CPMI com a PF será importante na medida que muitos dos depoimentos a serem tomados pela CPI podem ser feitos pela Polícia Federal, inclusive adotando o esquema da surpresa. O parlamentar informou que a CPI vai definir entre as 40 pessoas já convocadas quais serão ouvidas pelo plenário da comissão e quais serão ouvidas pela polícia Federal ou comissões de parlamentares membros da CPMI.

O deputado Osmar Serraglio informou que a CPMI vai trabalhar para mostrar resultados mais rápidos à opinião pública. "Precisamos começar a concluir algumas coisas, expedindo relatórios parciais, mas conclusivos, em relação a fatos que já estejam definitivos, até porque em algumas situações o Ministério Público já pode atuar na medida que a CPI tenha concluido as investigações", disse Serraglio. O relator acredita que até o final da próxima semana poderá apresentar os primeiros relatórios parciais das investigações que a comissão está fazendo.

Hoje, às 10h, a CPMI vai se reunir para definir a questão dos sub relatores. "Vamos bater o martelo sobre os sub relatores. O deputado José Eduardo Cardoso (PT-SP) deverá ficar encarregado de analisar os contratos, o deputado Carlos Abicalil (PT-MT) encarregado das oitivas e o deputado Gustavo Fruet vai cuidar das investigações das movimentações financeiras", disse o relator Osmar Serraglio. Às 11h, os integrantes da CPMI vão se reunir com o secretário -adjunto da Receita Federal, Ricardo Oliveira.

Segundo o deputado Mauricio Fruet, no caso de indicios de envolvimento de parlamentares nas denúncias, a CPMI vai encaminhar os casos diretamente para a CPMI do "mensalão" ou para as corregedorias da Câmara ou do Senado, dependeno do caso, sem esperar o término dos trabalhos da CPMI dos Correios para encaminhar o assunto. "no decorrer das investigações, se surgirem fatos que comprovem a participação de parlamentares nas denúncias, para que não se espere o final da CPMI, vamos mandar o caso para a CPMI do mensalão ou para as corregedorias", disse Fruet.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)