Cassilândia, Domingo, 27 de Maio de 2018

Últimas Notícias

08/12/2015 19:10

Polícia Federal prende quadrilha que fraudava empréstimos consignados da Caixa

Cristina Indio do Brasil – Repórter da Agência Brasil

 

A Operação Mare Clausum, da Polícia Federal, desarticulou hoje (8) uma quadrilha que fraudava empréstimos consignados da Caixa. A investigação, que começou há seis meses, descobriu irregularidades em pelo menos 90 contratos. De acordo com a PF, o prejuízo estimado é de R$ 3 milhões e os titulares eram militares reformados e pensionistas da Marinha do Brasil.

Segundo a polícia, a quadrilha acessava o portal de consignações da Marinha e prometia a quitação dos empréstimos com a instituição. Dessa forma, convencia os devedores a entrarem no esquema para poder obter novos financiamentos em outros bancos. Mas, conforme a PF, os empréstimos originais com a Caixa não eram pagos, porém, com a participação de funcionários da instituição, eram zerados no sistema bancário.

A PF informou que foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e decretado pela Justiça o bloqueio de contas bancárias. Além disso, os quatro investigados estão impedidos de deixar o país. Dependendo da participação de cada um no esquema, responderão pelos crimes de associação criminosa, inserção de dados falsos em sistema de informações, estelionato e peculato.

A operação, que teve apoio da Gerência de Segurança da Caixa, levou o nome de Mare Clausum, por ser, segundo a PF, “um termo legal utilizado no direito internacional significando um mar fechado, sujeito à navegação exclusiva de um país”.

Fraudes em benefícios previdenciários

Também hoje, a PF desencadeou a Operação Fantasma e prendeu um homem, de 37 anos, suspeito de fraudes para conseguir benefícios previdenciários. Ele foi indiciado pelo crime de estelionato qualificado. Além disso, foi decretado o sequestro de seus bens para cobrir prejuízos causados à Previdência Social, que pelos cálculos da polícia superam R$ 1 milhão. A polícia cumpriu também dois mandados de busca e apreensão.

A PF informou que o homem é morador da Taquara, bairro da zona oeste do Rio. No esquema, ele usava contas bancárias próprias e de outras pessoas da família para receber os pagamentos dos benefícios irregulares. De acordo com a PF, já foram identificados sete benefícios fraudulentos.

Edição: Aécio Amado

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 27 de Maio de 2018
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)