Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/08/2012 17:36

Polícia Federal aumenta combate ao garimpo ilegal

Carolina Gonçalves, Agência Brasil

Brasília – Com a constatação do aumento do garimpo ilegal nos últimos anos, a Polícia Federal intensificou sua atuação na região da Amazônia Legal. Em uma intervenção recente, denominada de Operação Xuará, na Terra Indígena Yanomami, em Roraima, mais de 30 pessoas foram presas e 8 quilos de ouro apreendidos. Na operação, foram apreendidas seis aeronaves e R$ 150 mil em espécie, além de veículos e documentos.

Segundo a assessoria da Polícia Federal, os agentes também têm expulsado garimpeiros de terras indígenas e unidades de conservação federais e mantêm uma base permanente na Terra Indígena Apterewa para evitar o renascimento do garimpo na região.

Dez equipes de policiais federais foram enviadas à região para reforçar o efetivo das unidades na repressão a crimes ambientais. A corporação garante que continua acompanhando e “que trata o crime ambiental, em especial na região amazônica, como uma de suas prioridades.”

A proliferação de garimpos clandestinos na Amazônia Legal teve início há quase cinco anos em proporções provavelmente superiores às características do garimpo em Serra Pelada, no sul do Pará, no final da década de 1970 e em 1980.

Edição: Nádia Franco

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)