Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/11/2014 11:45

Polícia chegou a suspeitos de matar professor a partir de aplicativo de celular

Campo Grande News

Marcelo e Cleiton, suspeitos de matar o professor Francisco Borges dos Santos, o Chico, 39 anos, foram descobertos pela Polícia Civil após verificarem as conversas entre o educador e os suspeitos por meio de um aplicativo de celular. Eles foram presos no início da tarde desta segunda-feira (17) e disseram ao delegado Edilson dos Santos, da Delegacia de Homicídios, onde deixaram o corpo e o carro do educador.

O corpo de Chico foi encontrado hoje às margens da BR-163, a 10 quilômetros da rotatória na saída para Cuiabá, em Campo Grande. Ele morreu estrangulado após receber um golpe chamado “mata leão”.

O delegado informou que amanhã (18), às 15 horas, fará uma coletiva para falar sobre o caso e apresentar os suspeitos. A coletiva acontecerá na Cepol ( Centro Integrado da Polícia Civil) localizado na Rua Ceará.

Segundo a Polícia Civil, Marcelo combinou com o professor um encontro por meio de um aplicativo, mas na primeira vez não deu certo em razão do suspeito desistir do encontro. Na segunda tentativa o educador combinou com Marcelo de se encontrar em um motel próximo à UCDB (Universidade Católica Dom Bosco). Os policiais só localizaram os suspeitos após analisarem um dos celulares do educador que estava na casa da vítima e descobrirem as conversas que ele tinha com Marcelo por meio do aplicativo.

Os suspeitos são de classe média e moram na região norte da Capital, nos bairros Coronel Antonino e Vila Rica. Marcelo tem passagem por roubo em uma conveniência na Rua Ceará. Já o primo Cleiton possui passagens pela polícia.

Eles só não levaram o Gol branco por não terem os documentos do veiculo. Os suspeitos deixaram o carro perto do Maxxi Atacadista, na saída para Cuiabá.

O desaparecimento do professor mobilizou alunos e funcionários da Escola Estadual Joaquim Murtinho, no Centro da Capital. Ele estava de licença de saúde e cursando o Doutorado, segundo a direção da escola. A família de Chico é de Pedro Gomes.

Anteontem, o Campo Grande News já tinha antecipado que a polícia tinha indícios de que Chico tinha sido executado. Na tarde de ontem, o delegado confirmou a execução em um local. Após ser morto, o professor teve o corpo jogado às margens da BR-163, na saída para Cuiabá, onde foi localizado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)