Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/12/2007 15:27

Polícia alerta comerciantes sobre o 'golpe da arara'

A Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Defraudações, Falsificações, Falimentares e Fazendários de Mato Grosso do Sul (Dedfaz) faz alerta para o aumento de casos do “golpe da arara”. O bandido, de posse de documentos furtados e/ou falsificados, ou ainda fazendo uso de um laranja, abre uma empresa e conta em banco para poder usar talão de cheque. Ao pegar o talonário passa a fazer compras em grande escala, de diversas mercadorias, com pagamento pré-datado.

O fornecedor checa a conta, os serviços de proteção ao crédito e não encontra irregularidades porque a empresa é nova. Como não há negativação, de boa-fé acaba vendendo. Quando o primeiro cheque vai para a compensação – até 60 dias após a compra – é devolvido por falta de fundos. Na hora da cobrança, o vendedor procura pela empresa que já fechou e não deixou contato.

Os produtos são rapidamente revendidos, na maioria das vezes bem abaixo do preço de mercado. Com o dinheiro, os golpistas somem deixando enormes prejuízos. A delegacia tem casos registrados de tombos na praça superiores a um milhão de reais, em menos de um mês.

Para evitar ser vítima do “golpe da arara” a polícia orienta o vendedor a conferir atentamente os documentos com objetivo de comprovar a autenticidade; verificar se há cadastro nos serviços de proteção ao crédito e confirmar a existência dos números do RG, CPF, CNPJ e inscrições estaduais apresentados.

Outra dica do delegado Marcos Takeshita é pedir referências pessoais, comerciais e bancárias. “Mesmo com a conta bancária sendo nova, checando as referências é possível ter mais segurança antes de fechar o negócio. E se mesmo depois disso, ainda estiver desconfiado, enrole um pouco, deixe para fechar a venda ou entregar o produto em dois dias, por exemplo. Nesse intervalo cheque melhor os dados e comunique a polícia”, orientou o delegado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)