Cassilândia, Quinta-feira, 01 de Outubro de 2020

Últimas Notícias

10/10/2003 14:12

Poderes conseguem se adequar a Lei de Responsabilidade

Beatriz Arcoverde

Assembléia Legislativa realizou, nesta sexta-feira, a Audiência Pública "Demonstração e Avaliação do Cumprimento das Metas Fiscais Quadrimestrais - Lei de Responsabilidade Fiscal", que foi presidida pelo deputado Antônio Braga (PDT), presidente da Comissão de Acompanhamento de Execução Orçamentária. Participaram da audiência os deputados Jerson Domingos (PTB) 1º Secretário da Mesa Diretora da Assembléia Legislativa, Antônio Carlos Arroyo (PL) relator da Comissão de Acompanhamento de Execução Orçamentária, como também o presidente do Tribunal de Contas, José Anselmo dos Santos; o Auditor Geral do Estado, Redel Furtado Neres, o Procurador Geral de Justiça, Sérgio Luiz Morelli, e o representante do Tribunal de Justiça, desembargador Joenildo de Souza Chaves.

A Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei nº 101, de 04/05/00) exige que a cada quadrimestre os Poderes façam a prestação de contas. Na audiência foram apresentados as despesas dos Poderes Executivo, Judiciário, Legislativo e do Ministério Público. Todos estão adequados à Lei, sendo que o Executivo vem apresentando um crescimento entre 3% a 5%.

O deputado Jerson Domingos apresentou o relatório da Assembléia, informando que o Legislativo manteve os gastos regulares, atingindo um percentual inferior a 1.68, se adequando à Lei de Responsabilidade Fiscal.

O deputado Arroyo ressaltou a preocupação do Legislativo com relação a dívida ativa do Estado, que está em torno de R$ 5,5 bilhões e sofreu um aumento de R$ 50 milhões no último quadrimestre. Anualmente Mato Grosso do Sul repassa recursos na ordem de R$200 milhões para o pagamento da dívida. “Mesmo com o aumento da receita a adequação da dívida à Lei ainda é muito difícil,” comentou o deputado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 01 de Outubro de 2020
Quarta, 30 de Setembro de 2020
17:50
Ituiutaba, Minas Gerais: confira o boletim coronavírus desta quarta-feira
11:00
Corrida/Nutrição/Fitness
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)