Cassilândia, Sábado, 24 de Junho de 2017

Últimas Notícias

14/03/2012 16:32

PMA prende engenheiro que tentou subornar policiais para cliente não ser autuado

Luciana Bomfim , noticiasms

Campo Grande (MS) – Durante vistoria em uma propriedade rural, policiais militares ambientais de Costa Rica encontraram um desmatamento de árvores que estavam espalhadas na área de pastagem, bem como observaram que a madeira estava sendo enterrada com uso de máquinas escavadeiras. Os policiais notificaram o funcionário da fazenda, já que o responsável não estava no local.
Foi solicitado que o responsável pelo desmatamento comparecesse ao quartel da Polícia Militar Ambiental (PMA). De acordo com a polícia já era sabido que o proprietário não possuía o documento de licenciamento ambiental, que nos casos de madeiras enterradas não é pode ser expedido.
Um engenheiro florestal se identificou na PMA como representante do proprietário da fazenda e ofereceu dinheiro para solucionar o caso, na tentativa de subornar os policias. O homem foi até o quartel da PMA, por orientação do Ministério Público e da Polícia para levar o valor acordado. Ao chegar no local, preencheu um cheque no valor de R$ 2 mil e foi surpreendido pelo delegado, que em outra sala filmava a ação, dando voz de prisão ao engenheiro. Ele foi conduzido à delegacia de Polícia Civil, onde ele foi autuado em flagrante por corrupção ativa.
O engenheiro disse que o proprietário da fazenda tinha conhecimento da ação e, portanto, ele também será processado por corrupção ativa. Nesta quarta-feira (14) a PMA realizará uma grande vistoria na propriedade rural com objetivo de verificar a existência de mais problemas ambientais no local.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 24 de Junho de 2017
Sexta, 23 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)