Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/03/2012 16:32

PMA prende engenheiro que tentou subornar policiais para cliente não ser autuado

Luciana Bomfim , noticiasms

Campo Grande (MS) – Durante vistoria em uma propriedade rural, policiais militares ambientais de Costa Rica encontraram um desmatamento de árvores que estavam espalhadas na área de pastagem, bem como observaram que a madeira estava sendo enterrada com uso de máquinas escavadeiras. Os policiais notificaram o funcionário da fazenda, já que o responsável não estava no local.
Foi solicitado que o responsável pelo desmatamento comparecesse ao quartel da Polícia Militar Ambiental (PMA). De acordo com a polícia já era sabido que o proprietário não possuía o documento de licenciamento ambiental, que nos casos de madeiras enterradas não é pode ser expedido.
Um engenheiro florestal se identificou na PMA como representante do proprietário da fazenda e ofereceu dinheiro para solucionar o caso, na tentativa de subornar os policias. O homem foi até o quartel da PMA, por orientação do Ministério Público e da Polícia para levar o valor acordado. Ao chegar no local, preencheu um cheque no valor de R$ 2 mil e foi surpreendido pelo delegado, que em outra sala filmava a ação, dando voz de prisão ao engenheiro. Ele foi conduzido à delegacia de Polícia Civil, onde ele foi autuado em flagrante por corrupção ativa.
O engenheiro disse que o proprietário da fazenda tinha conhecimento da ação e, portanto, ele também será processado por corrupção ativa. Nesta quarta-feira (14) a PMA realizará uma grande vistoria na propriedade rural com objetivo de verificar a existência de mais problemas ambientais no local.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)