Cassilândia, Sábado, 25 de Março de 2017

Últimas Notícias

13/12/2010 15:53

PMA já autuou 18 pessoas e apreendeu 144 quilos de pescado na Piracema

Bianca de Freitas Caruso , noticias ms

Campo Grande (MS) – Policiais Militares Ambientais (PMA) já autuaram 18 pescadores no período da Piracema. De acordo com o balanço divulgado hoje (13), foram apreendidos 144 quilos de pescado, 18 redes, seis tarrafas, dois barcos, três motores de popa e 18 molinetes. O valor de multas aplicadas chega a R$ 30 mil. A PMA alerta que a única pesca permitida neste período nos rios de domínio do Estado é da modalidade de subsistência. A população que mora no perímetro urbano às margens de rios não pode praticar pesca.



Neste fim de semana mais três pessoas foram autuadas praticando pesca ilegal. A PMA de Aquidauana prendeu um morador de Aquidauana que estava com uma motocicleta na BR 262 transportando 14 quilos de pescado. Diante do crime ambiental os policiais conduziram o homem, juntamente com o material apreendido, à delegacia de polícia civil de Anastácio, onde foi autuado em flagrante por crime ambiental e que saiu após pagamento de fiança. Se condenado, poderá pegar pena de um a três anos de detenção. Os policias efetuaram um auto de infração administrativo e aplicaram multa no valor de R$ 960.



Rochedo



A PMA de Campo Grande durante fiscalização no Posto Avançado da Cachoeira do Sossego, às margens do Rio Aquidauana, prenderam ontem à noite duas pessoas que pescavam com utilização de petrecho proibido (tarrafa). Eles haviam capturado no momento da abordagem um exemplar de pescado da espécie curimbatá e três exemplares da espécie cascudo.



Por se enquadrarem no crime de “Pesca Predatória”, os dois homens foram encaminhados até a delegacia de Polícia Civil, onde foram autuados em flagrante, e liberados após pagamento de fiança. Os petrechos de pesca, juntamente com o pescado foram apreendidos.



Desmatamento



A PMA de Campo Grande, em atendimento à denuncia anônima se deslocou até o bairro Chácara das Mansões e constataram um desmatamento numa chácara. Eles autuaram duas pessoas porque haviam desmatado cerca de um hectare de vegetação nativa com uma moto serra. O proprietário da chácara disse que não possuía a autorização do órgão ambiental competente, documentação exigida por Lei para tal atividade.



Diante dos fatos os policiais ambientais confeccionaram auto de infração administrativa e multa no valor de R$ 1 mil para cada um dos autores e apreenderam a moto serra e 20 metros cúbicos de madeira serrada. Se condenados, os autuados poderão pegar pena de seis meses a um ano de detenção.




Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 25 de Março de 2017
06:20
Loterias
06:18
Loterias
Sexta, 24 de Março de 2017
23:20
Loteria
10:00
Receita do dia
Quinta, 23 de Março de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)