Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/10/2010 07:21

PMA inicia hoje Operação "Dia de Finados”

Bianca de Freitas Caruso

Campo Grande (MS) - A Polícia Militar Ambiental inicia a partir de hoje (28) e termina só na próxima quarta-feira (3) a “Operação Dia de Finados”. O patrulhamento será reforçado com 80% do seu efetivo de um total de 352 homens para fiscalizar os rios de Mato Grosso do Sul, principalmente neste último mês de pesca aberta quando aumenta o número de turistas e da população do Estado para a prática da pesca.



Um fator que contribuirá com este aumento é o feriado prolongado, a partir desta sexta-feira. Este aumento não se dá somente por ser o último mês de pesca, mas porque os cardumes já começam a se formar e a captura é mais fácil. Em razão disso, é comum a PMA manter o patrulhamento reforçado, para evitar a pesca predatória.



Nos casos em que não se consegue prevenir, a repressão é fundamental, especialmente quando se prende os pescadores com pouco pescado capturado, evitando degradação dos cardumes. Neste mês de outubro vários pescadores foram presos, sendo 23 só durante a Operação Padroeira do Brasil, realizado no último feriado prolongado.



Outros crimes ambientais serão combatidos, em especial, o tráfico de animais silvestres. Serão desenvolvidas também barreiras e combate ao desmatamento e carvoarias irregulares, com visitas às propriedades rurais. Três equipes da sede localizada em Campo Grande vão realizar serviço itinerante para fiscalizar todos os tipos de crimes e infrações ambientais com contatos com as equipes de fiscalização nos rios.



O Comando da PMA alerta as pessoas que utilizem os recursos naturais do Estado dentro do que permite a legislação com multas e penas criminais, até cinco anos de reclusão.



Pesca



A orientação é que as pessoas retirem suas licenças ambientais de pesca. Além disso, o alerta é para que os pescadores fiquem atentos, pois outras atitudes de pesca também são consideradas crimes, da mesma forma que pescar durante a piracema. É proibido capturar pescado fora da medida, ou acima da cota (10 kg mais um exemplar e cinco piranhas); utilizar petrechos e pescar em locais inadequados, entre outros.



Estas atitudes permitem a prisão em flagrante, podendo o preso sair sob fiança para responder ao processo em liberdade, mas ao final do processo, pegar pena de um a três anos de detenção. Além disso, cabe apreensão de todos os petrechos e produtos da pesca, barcos, motores de popa, bem como os veículos utilizados no crime. A multa administrativa varia de R$ 700 e R$ 100 mil, e outros R$ 20,00 por cada quilo do pescado irregular.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)