Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/11/2013 16:00

PMA autua cinco e aplica R$ 29,8 mil em multas durante a Operação República

Boris Valerio Verbisck, noticias ms

Campo Grande (MS) - A Polícia Militar Ambiental realizou, desde o dia 14, até hoje (18), às 8 horas, a “Operação República”, contando com 300 homens. O foco principal da operação foi prevenir a pesca predatória, porém, foram efetuados trabalhos de prevenção e repressão a todos os crimes contra a flora e a fauna, em especial, o tráfico de animais silvestres, em virtude do período crítico relativo ao tráfico de papagaios, que se estende até o fim do período reprodutivo da espécie, no fim de dezembro. Equipes da sede (Campo Grande) trabalharam itinerantes.

Nesta e nas duas operações anteriores (2011 e 2012), os números de autuações foram reduzidos com relação às demais, que em 2008, chegaram a 26 autuados, sendo em 2013, cinco autuados.

Com relação à pesca predatória, houve uma autuação e prisão. Na operação passada, das dez autuações, também somente uma foi pelo crime de pesca predatória.

Os petrechos de pesca proibidos apreendidos foram semelhantes à operação passada, sendo menor quantidade com relação a operações anteriores. Os materiais foram retirados armados nos rios, sem que fossem identificados os autores.

O valor em multa foi semelhante à operação anterior (R$ 29,8 mil), porém, as autuações por crime contra a flora, especialmente, que preveem multas mais elevadas, contribuíram com este aumento. As autuações foram: três por crimes contra a flora de exploração de madeira, uma por maus-tratos e uma por pesca predatória.

Os números indicam que, a cada ano as pessoas vêm respeitando o período proibido à pesca. Porém, a PMA fortalece a fiscalização e a manutenção do efetivo ostensivamente em rios e em propriedades rurais para prevenir os crimes ambientais. A fiscalização tem se mostrado como critério mais adequado, por isso, foram 300 policiais a campo durante todo o feriado. Outra estratégia importante tem sido o monitoramento e vigilância dos cardumes, especialmente, com policiais 24 horas em postos fixos em cachoeiras e corredeiras.

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)