Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

24/01/2008 09:34

PM quer criar código de conduta para travestis em MT

Rodrigo Vargas/24horasnews

A Polícia Militar de Mato Grosso quer estabelecer uma espécie de "código de conduta" para 130 travestis que atuam em uma zona de prostituição da cidade de Várzea Grande (11 km de Cuiabá). Os termos do regulamento vêm sendo debatidos com uma associação que diz representar 3.000 travestis no Estado.

A PM quer que o grupo se comprometa a não mais se despir nas ruas, a não fazer gestos obscenos em público e a limitar sua área de atuação a um espaço de seis quadras, longe da entrada de áreas residenciais.

"Queremos ordenar a atividade para que os moradores da região não sejam mais molestados visualmente", afirma o comandante regional da PM no município, Pery Taborelli.

Segundo ele, a área onde atuam os travestis é alvo de uma operação da polícia desde o dia 2 de janeiro. O objetivo inicial era combater a exploração sexual de crianças e adolescentes e desmontar pontos de compra e venda de drogas. "Quando chegamos ao local, encontramos também os travestis atuando em condição ilegal. Retiramos todos."

Taborelli afirma que o lugar havia se tornado uma grande e desordenada vitrine. "Em pontos mais afastados, havia alguns que se masturbavam em público, tentando chamar a atenção de possíveis clientes. Respeitamos a opção deles, mas desde que exista um limite."

Lilith Prado, 29, presidente da Astramt (Associação das Travestis de Mato Grosso), diz que concorda com as novas regras. "Precisamos ter mais profissionalismo."

Prado diz, porém, que o acordo prevê também mudanças no comportamento da PM. O modelo de Várzea Grande, se bem sucedido, deve ser levado para outros municípios.
"Eles terão de mudar a forma de abordar os travestis nas ruas e atuar não para reprimir, mas para orientar."

O coronel da PM confirma. Segundo ele, haverá necessidade de capacitar a tropa. "Precisamos aprender a mexer com esse povo. São seres humanos e merecem respeito."

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)