Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

23/05/2016 15:01

PM e bombeiros farão greve de um dia em todo o Estado na terça-feira

Alberto Dias, Campo Grande News

Parte do efetivo de policiais militares e bombeiros paralisará as atividades nesta terça-feira (23) em Campo Grande e também nos outros 78 municípios de Mato Grosso do Sul. Na Capital, o efetivo de folga foi convocado a comparecer à Praça Ari Coelho amanhã, às 8h, para darem início a um "dia de alerta" em que apenas os serviços essenciais serão mantidos, com uma única viatura funcionando por unidade, o que deve prejudicar a emissão de boletins de ocorrência e o atendimento aos acidentes de trânsito.

Em Campo Grande, a Polícia Militar trabalha normalmente com 30 viaturas de quatro rodas por período, numero que será reduzido para sete - uma para cada microrregião da cidade (Centro, Bandeira, Segredo, Prosa, Anhanduí, Imbirussú e Rochedinho). Já o total de motocicletas nas ruas cairá de 50 para 10, segundo informa o presidente da AOFMS (Associação dos Oficiais Militares Estaduais de MS), Alírio Villasanti. No interior, cada cidade terá apenas uma viatura por unidade. O mesmo vale para o Corpo de Bombeiros.

Além de pedirem a reposição inflacionária nos salários, as categorias reclamam do sucateamento dos quartéis e viaturas, falta de coletes à prova de balas, ausência de investimentos em tecnologia e más condições de trabalho. "Historicamente, a segurança pública nunca foi prioridade e infelizmente não conseguimos avançar nas negociações com o governo", acrescentou Villasanti, ressaltando que a arrecadação estadual aumentou e que aguardam a reposição que não ocorre desde dezembro de 2014 e que soma 16%.

Para o oficial, novos investimentos são urgentes e imprescindíveis para atender a todas as ocorrências, o que não acontece atualmente, principalmente nos fins de semana, quando a criminalidade é maior. Quanto às viaturas, em Campo Grande a mair parte "não poderia estar rodando", com exceção de 10 Chevrolet S-10 alugadas. "Um exemplo, é a GM Blazer 2008, com mais de 300 mil quilômetros rodados e que atende a população do bairro Nova Lima", aponta o tenente da PM, Thiago Mônaco, que é presidente da ABSSMS (Associação Beneficente dos subtenentes, sargentos e oficiais da PM e Bombeiros) .

As declarações foram prestadas durante coletiva à imprensa esta manhã, em que representantes das associações de classe da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros criticaram o abono de R$ 200 concedido aos servidores estaduais, alegando que "abono não é aumento, tampouco reposição inflacionária". Além disso, "não é incorporado ao salário e pode ser retirado a qualquer momento", reclama o representante dos cabos e soldados da PM, Rafael Ribeiro. "Diferente do que o Governo aponta, a maioria não aceita este abono", esclareceu.

O outro lado - O Governo do Estado se diz preparado para a greve, com estratégias para reforçar o efetivo de modo a não prejudicar o atendimento à população. Ao Campo Grande News, o secretário de Estado de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis, explicou que o abono está garantido até abril de 2017 e já preparam o anúncio de novos investimentos, porém, isso é feito paralelamente às negociações salariais. "São problemas antigos, anteriores a este governo, que não se resolvem em um mês", ponderou.

Para ele, a questão envolve "três sindicatos não confiam no trabalho do Governo". Conversei com 48 sindicatos e associações que representam 40 mil servidores, dos quais 38 mil já aceitaram, com exceção dos subtenentes e sargentos da PM", explicou o secretário. "É um direito do servidor fazer greve. Se não estão contentes podemos voltar à estaca zero e reiniciar as negociações, pois governo mais transparente eles não vao encontrar", finalizou, ressaltando que além do salário em dia, MS é um dos únicos estados que "está na mesa de negociações com os servidores para falar de avanços e não de escalonamentos".

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)