Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

29/11/2009 11:03

PM abre sindicância para investigar policiais suspeitos

G1/ Cláudia Loureiro

A Polícia Militar já abriu sindicância para investigar a conduta de dois policiais militares que são suspeitos de extorquir dinheiro de uma jovem de 21 anos, molestá-la e atirar em seu rosto.

As informações são do comandante do 1º BPM (Estácio), tenente-coronel César Tanner, que vai ouvir os policiais na segunda-feira (30).

Os dois já estão presos administrativamente desde sábado (28). O caso também é investigado pela 6ª DP (Cidade Nova).

"Vou ouvi-los no aspecto administrativo, mas paralelo a isso eles também serão ouvidos na esfera criminal. Um dos PMs, inclusive, já foi ouvido pelo delegado. Aqui no batalhão foi aberta uma sindicância que se destina a apurar os aspectos disciplinares, a conduta desses policiais. Depois disso, eles podem ser submetidos a um processo administrativo, que irá dizer se eles vão ser expulsos ou não da corporação. Mas eles também são investigados criminalmente pela Polícia Civil", explica o comandante.

O G1 tentou entrar em contato com o delegado da 6ª DP, mas ele não foi encontrado.

A denúncia
Na tarde de sábado (28), o comandante do 1º BPM (Estácio), tenente-coronel César Tanner, confirmou que investiga a denúncia de que os dois policiais militares atiraram contra uma jovem de 21 anos, na noite de sexta-feira (27), após extorsão, no Estácio, Zona Norte. O crime teria acontecido perto de uma estação do metrô.

Segundo o comandante, a vítima, cujo nome não foi revelado, contou que deixava o Morro de São Carlos, por volta das 22h, quando foi abordada pelos policiais do 1º BPM que estavam num carro. Ela conta que foi obrigada a entrar no veículo e teria sido forçada a dar dinheiro aos policiais em troca da liberdade.

A jovem disse que entregou os R$ 1,7 mil que tinha na bolsa. Em seguida, ainda de acordo com o tenente-coronel César Tanner, os dois policiais levaram a vítima até a Estrada das Paineiras, na Zona Norte. Lá, segundo ela, foi molestada sexualmente pelos PMs e baleada no rosto. Ferida, ela despencou numa ribanceira de cerca de nove metros.

“Ela (a vítima) fez o relato dela, a acusação aos policiais. Acusou de extorsão. Mas ela realmente foi baleada. Em função do que ela nos disse, eu fui ao hospital, ouvi o que ela tinha a dizer, com base nos dados e identificamos a viatura. Em seguida, ela reconheceu os PMs através de fotografias”, contou o comandante.

Os dois policiais fugiram em seguida, abandonando a jovem no local. A Polícia Militar informou que a vítima foi socorrida por um ciclista e depois levada para o Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, Zona Oeste. De acordo com o tenente-coronel César Tanner, ela passa bem e já foi liberada.

Em nota oficial, a Polícia Militar informou que o Comandante Geral da PM, Mário Sérgio de Brito Duarte, determinou ao tenente-coronel César Tanner que tomasse as medidas cabíveis. A Polícia Militar determinou a prisão administrativa dos dois policiais militares por 72 horas.

“Infelizmente tudo leva a mais um caso de desvio de conduta, mas como já dissemos antes, apuramos e ‘cortamos a nossa própria carne’. O delegado já fez a perícia no local, e a viatura e as armas usadas pelos policiais também serão periciadas. Primeiro, vamos dar o direito de defesa aos dois PMs”, completou o comandante do 1º BPM.

Na Estrada das Paineiras, os investigadores encontraram as sandálias da jovem, marcas de sangue e uma cápsula de fuzil.

Leia a nota oficial da PM:
“A assessoria de imprensa esclarece que o Comandante Geral da Polícia Militar, Mário Sérgio de Brito Duarte, ao tomar conhecimento de ato criminoso envolvendo policiais militares do 1º Batalhão, determinou ao Comandante daquela Unidade, coronel César Taner, que tomasse as medidas de praxe para elucidar o fato, ocorrido às 22 horas da última sexta-feira (27/11) na Estação Estácio do Metrô, durante abordagem a uma mulher.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)