Cassilândia, Quinta-feira, 18 de Julho de 2019

Últimas Notícias

22/01/2019 11:40

Plantio de milho inicia com expectativa de aumento nas exportações

Correio do Estado

 

A segunda safra já começou a ser plantada em alguns estados brasileiros, entre eles, os dois maiores produtores, Mato Grosso e Paraná. A informação divulgada pelo Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) nesta segunda-feira (21), é de que até a 3ª semana de janeiro já foram plantadas 6,61% do total de 4,6 milhões de hectares destinados a cultura de milho no Estado.

Esses números representam um aumento de 1% com relação ao plantado na safra 2018 e a expectativa é de crescimento na produtividade de 2,36% de 99 sacas por hectares para 101 esse ano. A antecipação do plantio e colheita das sojas motivaram o início do ciclo 2019, para o milho segunda safra.

Segundo apurado pelo site Notícias Agrícolas, no estado do Paraná, o Departamento de Economia Rural (Deral), aponta que cerca de 9% do total da área de milho, que deve der de aproximadamente 2,1 milhões de hectares, já foi plantada para a segunda safra do grão, que até o final de segunda semana de janeiro registrava 90% da área plantada em boas condições de qualidade e 10% como média.

Entre as cidades que tem os plantios mais avançados estão Irati, que já plantou 50% dos 10 mil hectares previstos, Pato Branco com 25% dos 50 mil hectares e Cascavel com 22% dos 315 mil hectares.

Segundo levantamento do IBGE, a safrinha de milho vem cada vez mais ganhando importância dentro da agricultura do Brasil. O Instituto aponta que em 2006 essa segunda safra representava 25% do total de milho do país, crescendo para 50% em 2012 e representando quase 70% do total de área plantada de milho atualmente.

Com essa crescente no percentual no plantio de milho da safrinha, a importância da rentabilidade também cresce para essa segunda safra do grão. De acordo com o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada) da Esalq de Piracicaba, os preços domésticos do milho têm apresentado comportamentos distintos dentre as regiões acompanhadas, refletindo as ofertas e demandas regionais.

Quanto ao ritmo de negócios, especulações com relação ao impacto das chuvas irregulares no desenvolvimento das lavouras têm feito com que produtores posterguem a venda de grandes lotes e negociem apenas pontualmente. Compradores, por sua vez, ainda não têm retomado as aquisições de forma mais expressiva, o que, de certa maneira, sustenta as cotações internas.

*Com informações do Notícias Agrícolas

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 18 de Julho de 2019
10:00
Receita do Dia
09:00
Santo do Dia
Quarta, 17 de Julho de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)