Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/07/2008 15:07

Plantas daninhas interferem na melanciera

Agência Notisa

A melancieira é cultivada em todo território nacional, sendo caracterizada pelo hábito de crescimento rasteiro e pelo ciclo curto. Planta de fácil adaptação e de amplo uso medicinal, trata-se de uma das principais hortaliças-fruto produzidas e consumidas no Brasil. Em São Paulo, ela é uma das mais importantes fontes de renda familiar de pequenos municípios na região do médio Paranapanema, onde mudanças significativas no processo produtivo são constatadas atualmente, passando de mão-de-obra intensiva para uso de tecnologias promissoras, como é o caso do manejo de plantas daninhas. Isso é o que mostram Cleber Daniel Maciel e equipe Escola Superior de Agronomia de Paraguaçu Paulista em um estudo que teve como objetivo avaliar a interferência de plantas daninhas, no cultivo da melancia, na safra 2002/2003.



O trabalho foi conduzido no município de Oscar Bressani (SP), em uma área de produção comercial. De acordo com artigo publicado na edição de janeiro/março de 2008 da revista Horticultura Brasileira, “a convivência com as plantas daninhas pode comprometer a produção da melancieira tanto quantitativa como qualitativamente, onerar o custo de produção e reduzir o rendimento da lavoura. O uso de herbicidas não é prática comum entre os produtores de melancia, principalmente pela falta de registro de produtos e ao desinteresse das indústrias agroquímicas em investir em culturas consideradas como de menor valor comercial”.



Os resultados mostram que a redução média da produtividade em função da interferência das plantas daninhas durante todo o ciclo da melancia foi de 41,4%. De acordo com a equipe, “as características diâmetro e espessura da casca dos frutos também foram influenciadas pela convivência com a infestação durante todo o ciclo com decréscimos, de 7,9% e 23,3%, respectivamente, em média, ao contrário do comprimento e diâmetro de ramas e do ºBrix da polpa dos frutos, onde não foram constatadas diferenças significativas”.



Dessa forma, os pesquisadores ressaltam a importância do desenvolvimento de novos trabalhos para o conhecimento do período crítico de interferência das plantas daninhas em sistema de semeadura ou plantio de mudas. “Com a obtenção de um conjunto mais amplo de informações para a cultura, certamente menos oneroso e mais eficiente será o sucesso do manejo de plantas daninhas, independentemente do processo de manejo adotado na região”, afirmam no artigo.



Agência Notisa (science journalism – jornalismo científico)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)