Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/08/2014 15:19

Picada de carrapato transforma carnívoros em vegetarianos

Correio do Estado

Uma simples picada de um carrapato pode te transformar num vegetariano ao te impedir de comer carne vermelha.
Essa é a conclusão de diversos cientistas americanos.

Grupos de médicos têm observado o surgimento de pessoas com alergias a carne vermelha por causa da mordida de um tipo de carrapato da espécie Amblyomma americanum.

O problema não foi descoberto recentemente, mas os casos têm aumentado nos Estados Unidos, principalmente em Long Island, no estado de Nova York.

Em alguns casos, comer um simples hambúrguer leva pessoas ao hospital com complicações sérias geradas pela alergia.
Ao portal NBC, o médico Greg Cergol afirmou que a espécie é um tipo de carrapato estrela solitário.

Mas pesquisadores acreditam que existem outros tipos de carrapatos que também podem causar alergias, pois há relatos de casos na Austrália, França, Alemanha, Suécia, Espanha, Japão e Coreia.

Esse carrapato tem uma substância chamada galactose-alfa, um tipo de açúcar que pode ser encontrado nas carnes vermelhas e em produtos com leite. Normalmente, a substância não faz mal.

O problema acontece quando a galactose-alfa entra na corrente sanguínea pela picada do carrapato.

O corpo entende que a substância é algo que faz mal para saúde e começa a produzir anticorpos para combater o invasor.

A partir de então, o organismo grava essa informação e qualquer galactose-alfa que entre no organismo pela carne provocará uma reação potente imunitária do organismo.

A americana Louise Danzig, de 63 anos, desenvolveu a alergia.

Ela disse a NBC que não sabia que tinha sido picada por um carrapato.

Mas depois que comeu um hambúrguer teve uma alergia tão intensa que começou a fechar suas vias respiratórias. Um exame de sangue confirmou a alergia.

Os médicos não sabem se a alergia é permanente ou se dura por um determinado período de tempo.

Os sintomas são tratados com anti-histamínicos. Em casos mais graves, os médicos passam adrenalina intravenosa para os pacientes.

Algumas pessoas já diagnosticadas carregam doses de adrenalina consigo para caso comam algo que não saibam que contém carne, como alimentos industrializados.

Dr. Scott Commins, da Universidade de Virgínia, disse que vê de dois a três casos dessa alergia todas as semanas.
Dra. Erin McGintee, de Long Island, afirma já ter visto mais de 200 casos da doença nos últimos três anos. Ela trabalha em uma base de dados com outros pesquisadores para entender melhor a doença.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)