Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/05/2007 07:31

PF prende 31 acusados de extração ilegal de madeira

João Porto/Rádio Nacional da Amazônia/ABr

Manaus - O cacique Ararapã e o filho dele, Maite, da etnia Trumai, estão entre as 31 pessoas presas ontem (16) pela Polícia Federal na operação Mapinguari, no Parque Nacional do Xingu – no nordeste do estado de Mato Grosso.

Segundo o delegado José Maria Fonseca, a operação pretende cumprir 47 mandados de prisão e 57 de busca e apreensão em sete cidades de Mato Grosso (Feliz Natal, Sinop, Sorriso, Vera, Cuiabá, Canarana e Chapada dos Guimarães) e duas de Goiás (Goiânia e Rio Verde), além de Cedros, em Santa Catarina, e Londrina, no Paraná, e da aldeia indígena de Terra Nova, que fica na área do parque.

Os presos, acrescentou o delegado, seriam integrantes de uma quadrilha especializada em extração ilegal de madeira, da qual fazem parte fazendeiros, madeireiros e donos de madeireiras, além de indígenas e servidores públicos de órgãos ambientais, que emitiam autorizações de desmate para áreas já desmatadas. Até o final da tarde, nenhum funcionário público envolvido havia sido identificado.

O delegado explicou que a operação "vem completar as ações desenvolvidas a partir de outras operações, como a Curupira, a Caiabio 1, a Caiabio 2 e a Rio Pardo, que têm desfechos aparentemente diferentes, mas têm ligação".

O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) participa da investigação desde quando detectou os estragos feitos pelo desmatamento ilegal com imagens de satélite. Nos últimos anos foram extraídos cerca de 40 mil metros cúbicos de madeira do Parque, o equivalente a 2 mil carretas carregadas. Segundo o diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Flávio Mutiel, "nós fizemos uma primeira avaliação em 2005 e no ano passado ficou constatado que a situação continuava – desde então, estamos investigando".

O Parque Nacional do Xingu tem área equivalente a 2,6 milhões de campos de futebol e lá vivem cerca de 14 povos indígenas. É considerada uma região de vasta biodiversidade, com savanas, cerrado, florestas e campos.

O nome da operação, Mapinguari, foi inspirado em um animal do imaginário indígena que protege a floresta de caçadores, garimpeiros e lenhadores.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)