Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

19/05/2007 10:37

PF libera mais dois acusados na Operação Navalha

Alex Rodrigues/Agência Brasil

Brasília - Mais dois dos 46 presos pela Operação Navalha, realizada na quinta-feira (17) pela Polícia Federal (PF), deixaram a Superintendência da PF, em Brasília, na noite de sexta-feira (18).

Após a revogação da prisão do ex-deputado federal pelo Sergipe José Ivan de Carvalho Paixão e do secretário de Infra-Estrutura do Maranhão, Ney Barros Bello, caiu para 43 o número dos que permanecem detidos na carceragem.

De acordo com o advogado de Paixão, Emanuel Cacho, o ex-deputado regressaria ainda ontem para Ribeirão Preto (SP). Durante o final de semana, Paixão fará duas provas do curso de especialização cardiovascular, que freqüenta no campus local da Universidade de São Paulo (USP).

A defesa de Bello, por sua vez, teria alegado razões de saúde para pedir a liberação de seu cliente.

No início da tarde de sexta-feira, a ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Eliana Calmon, deferiu o pedido de liberdade provisória do conselheiro do Tribunal de Contas de Sergipe, Flávio Conceição Oliveira Neto, solto logo após a chegada do funcionário da Construtora Gautama, Henrique Garcia Araújo, à Superintendência da PF, em Brasília. Araújo foi preso ao desembarcar no Aeroporto de Guarulhos (SP) de um vôo vindo dos Estados Unidos.

A Construtora Gautama é suspeita de liderar o esquema que fraudava licitações em obras públicas que recebiam recursos federais.

Os três acusados soltos ontem devem prestar depoimento no STJ na segunda-feira (21). O tribunal também julgou o pedido de habeas corpus apresentado em favor do deputado distrital Pedro Passos (PMDB), que continua preso na superintendência.

O ministro Paulo Gallotti, do STJ, determinou que cabe ao Supremo Tribunal Federal (STF) a decisão sobre o pedido de liberação do parlamentar.






Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)