Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

27/03/2006 16:07

PF já teria o nome de quem retirou o extrato da conta

Alessandra Bastos/ABr

Um consultor da presidência da Caixa Econômica Federal disse ter entregue pessoalmente o extrato bancário do caseiro Francenildo Santos Costa ao presidente do banco, Jorge Mattoso, segundo a assessoria de imprensa da Polícia Federal (PF). A admissão do crime teria sido feito pelo consultor, em depoimento à PF hoje (27). O consultor, que não teve seu nome divulgado, deixou há pouco o prédio do Departamento da PF.

Ele é investigado por suspeita de violação do sigilo bancário do caseiro Francenildo. Segundo a PF, o crime seguiu uma cadeia de comando, iniciada pelo consultor, que teria dado ordem a uma superintendente da Caixa, que pediu a um operador que retirasse o extrato da conta de Francenildo. A polícia ainda investiga se o pedido veio de pessoas que não trabalhem no banco. Neste momento, o presidente da estatal, Jorge Mattoso, presta depoimento na sede da Polícia Federal.

Uma cópia de extratos bancários de Francenildo foram publicados pela revista Época, na edição da semana passada. Os dados sobres sua conta mostram que ele recebeu, desde o início do ano, R$ 38.860. O caseiro justificou a movimentação financeira dizendo que é filho bastardo do empresário Euripedes Soares da Silva, dono de uma empresa de ônibus em Teresina, e que teria recebido o dinheiro dele. Soares nega ser o pai do caseiro, mas confirma que fez os depósitos. O dinheiro seria parte de um acordo para reconhecimento de paternidade.

Francenildo havia afirmado que viu Palocci em uma mansão em Brasília por "dez ou 20 vezes". A casa foi alugada por Vladimir Poleto, um dos assessores de Palocci, na época em que ele foi prefeito de Ribeirão Preto (SP). Atualmente, o ex-assessor é investigado pela CPI por suspeita de tráfico de influência no governo federal.

Em resposta ao caseiro, a assessoria do Ministério da Fazenda reafirmou que o ministro nunca esteve na casa e disse que ele não dirige em Brasília e, por isso, sempre se utilizou na cidade de carro guiado por motorista particular ou oficial.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)