Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

13/08/2005 08:27

PF apreende carro suspeito de uso em assalto ao BC

Olga Bardawil - Agência Brasil

Uma casa de um bairro de classe média pode ter sido usada pela quadrilha que roubou mais de R$ 164 milhões do Banco Central na capital. A casa pertence a Charles Machado de Moraes, preso na noite de quarta-feira (10) em Sete Lagoas (MG), num caminhão-cegonha que transportava 11 veículos, três dos quais estavam recheados com dinheiro do roubo.

Ontem, agentes da Polícia Federal vistoriaram a casa e levaram uma caminhonete Eco Sport que estava na garagem. Mas o delegado Eliomar Lima Júnior negou que houvesse provas de que a casa foi usada pela quadrilha para esconder o dinheiro nos carros, embora vizinhos garantam ter visto, no sábado passado, um movimento estranho de carros e barulho de marteladas.

O delegado confirmou, porém, que um outro veículo, dos 11 comprados pela quadrilha na revendedora Brilhe Car, de Fortaleza, foi encontrado numa rua da Vila Alpina, zona Leste de São Paulo. Segundo ele, o carro estava abandonado, sem as placas, o que chamou a atenção de moradores do local. O veiculo, uma Pajero Mitsubishi, foi levado pelos peritos para vistoria.

Detidos na manhã de ontem, após prestarem depoimento, os irmãos Dermival Fernandes Vieira e José Elizomarte Fernandes Vieira, o "Neném", donos da revendedora Brilhe Car, vão continuar na carceragem da Polícia Federal porque, segundo o delegado, os indícios contra eles são grandes e precisam ser investigados. "Os carros foram vendidos por R$ 900 mil, pagos com dinheiro furtado do Banco Central. Tanto que eles admitiram ter vendido os veículos para o Charles da Transportadora. E já devolveram quase todo o dinheiro recebido pela venda", explicou Lima Júnior.

Lima Junior afirmou que diversas pistas estão sendo investigadas, inclusive a compra no sábado (6) de dez passagens aéreas com destino a São Paulo, pagas com notas de R$ 50. Sobre uma possível participação de alguém de dentro do Banco Central no assalto, o delegado disse que "a Polícia Federal trabalha com hipóteses e a investigação está sendo feita em torno de todas as hipóteses".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)