Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/08/2005 06:55

PF afirma que precisa de mais mês para ouvir sacadores

Alessandra Bastos - Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) vai precisar de, no mínimo, mais um mês para terminar de recolher os depoimentos e concluir a investigação dos documentos apreendidos no Banco Rural com nomes de pessoas que sacaram dinheiro das contas do empresário Marcos Valério. A investigação é uma diligência do Supremo Tribunal Federal (STF), que tem a guarda do inquérito que investiga o suposto esquema de mesadas pagas a parlamentares, o chamado "mensalão".

O prazo dado pelo Supremo termina amanhã, e o delegado responsável pelas investigações, Luiz Flavio Zampronha, vai aproveitar para fazer o pedido de algumas diligências ao ministro Nelson Jobim, como quebras de sigilo e operações de busca e apreensão. A polícia também deve sugerir pessoas para serem chamadas a prestar depoimento.

Amanhã pela manhã, a equipe da polícia que participa do caso irá se reunir para discutir quais diligências serão pedidas e, pela tarde, o delegado Zampronha deve se encontrar com Nelson Jobim. Não está marcado nenhum depoimento para amanhã na PF.

Hoje, a mulher do deputado João Paulo Cunha (PT-SP), Márcia Cunha, prestou depoimento e confirmou ter sacado R$ 50 mil. De acordo com a PF, ela contou que pegou o dinheiro com um funcionário da agência do Banco Rural em Brasília e entregado ao marido, que disse a ela ter usado em despesas de pesquisa pré-eleitoral na cidade de Osasco, em São Paulo.

Também prestou depoimento hoje à PF, Charles Santos Dias. Ele admitiu ter sacado R$ 200 mil. O nome de Charles aparece na lista entregue pelo empresário Marcos Valério à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios. Pela lista, junto com Anita Leocádio, assessora do deputado Paulo Rocha (PT-PA), ele teria sacado R$ 920 mil, em nome do deputado. Na semana passada, Anita afirmou ter sacado R4 620 mil.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)