Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

06/09/2006 08:18

Pesquisadora portuguesa é encontrada morta

Agência Lusa/Agência Brasil

A portuguesa Vanessa Cerqueira, que fazia pesquisa de campo na Amazônia, foi encontrada morta na região de Sena Madureira, Acre, segundo comunicaram organizações não-governamentais da região.

O corpo da pesquisadora, de 36 anos, foi achado anteontem (4) em um local conhecido como Toco Preto, a cerca de 145 quilômetros de Rio Branco. Sem roupas, apresentava vários golpes na cabeça e sinais de estrangulamento.

O suspeito pelo crime, um agricultor, foi detido nesta segunda-feira pela polícia e aguardará o julgamento na prisão.

Torres disse que Vanessa Cerqueira tomava banho, no domingo, num pequeno riacho da região, quando foi vista pelo agricultor. Segundo as investigações policiais,teria se aproximado e, supostamente, estuprado a pesquisadora, que foi morta em seguida com "diversos golpes com um pedaço de madeira" na cabeça.

"Após o assassinato, o agressor voltou a violentar a vítima, e arrastou o corpo por cerca de 200 metros para o meio da floresta", afirmou à Agência Lusa o chefe de polícia.

O corpo foi encontrado pela polícia após um alerta da professora Elizandra Moura de Lima, da Universidade Federal de Acre, que ajudava a investigadora portuguesa nos seus trabalhos de pesquisa.

Elizandra Moura de Lima entrou em contato com a polícia depois de ter encontrado abandonado o cavalo normalmente usado pela pesquisadora portuguesa, bem como algumas peças de roupa manchadas de sangue.

Vanessa Cerqueira investigava assuntos ambientais em vários países, como o Peru e o Brasil. Pretendia apresentar tese de doutorado no Centro Tropical de Investigação e Ensino Agrônomo, da Costa Rica.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)