Cassilândia, Terça-feira, 22 de Maio de 2018

Últimas Notícias

09/03/2004 14:34

Pesquisadora brasileira será premiada pela Unesco

keite Camacho / ABr

O Brasil será reconhecido como um dos países do mundo que mais contribui para o estudo e a prevenção da doença de Chagas. A pesquisadora brasileira Lúcia Mendonça Previato receberá o prêmio Unesco/L’Oreal “Mulheres e a Ciência” por seus trabalhos sobre o tratamento e a prevenção à doença. Foram 20 anos de pesquisa para o Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). A brasileira foi escolhida entre 180 cientistas de todo o mundo. O prêmio em dinheiro é de US$ 100 mil.

“Este prêmio tem um valor que é representativo e revela o reconhecimento por um trabalho voltado para a vida. Não imaginava que fosse ganhar. Temos várias representantes brasileiras. Fiquei surpresa e também muito contente pelo Brasil e pela UFRJ, neste momento em que tentamos mais verba para a ciência e a biotecnologia”, diz Lúcia. A pesquisadora está em Paris e retornará ao Brasil no sábado.

Lúcia tem visita marcada no Laboratório da Academia Francesa de Ciências e receberá oficialmente o prêmio nesta quinta-feira, no auditório da Unesco em Paris. "O que preocupa é o número de bolsas de incentivo à ciência e o valor delas no Brasil, que é muito baixo. Precisamos que o governo atente para a questão. Um país sem pesquisa não tem desenvolvimento. E com verba constante e regular isso é possível”, cobra a pesquisadora.

Premiação

Lúcia foi a segunda brasileira a receber o prêmio. Além dela, a Unesco premiou outros quatro cientistas, um de cada continente: uma sul-africana, uma chinesa, uma francesa e uma americana. Um júri internacional de 15 membros da comunidade científica, liderados por Christian de Duve, prêmio Nobel de medicina, foi o responsável pela seleção.

Paralelamente, 15 jovens cientistas foram beneficiadas, recebendo US$ 20 mil cada para financiar seus projetos de pesquisa a serem desenvolvidos nos doutorados e pós-doutorados de universidades ao redor do mundo. Foram escolhidas três de cada continente, sendo que da América Latina e Caribe foram selecionadas uma argentina, uma mexicana e uma venezuelana.

O prêmio, que é uma parceria da Unesco com a empresa de cosméticos L'Oréal, está em sua sexta edição e já reconheceu mulheres de 45 países pela excelência dos seus estudos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)