Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

17/05/2004 16:01

Pesquisa mostra que doação de empresas pode ser maior

Marli Moreira / ABr

As doações aos programas sociais feitas pelas grandes empresas do país poderiam ser bem maiores, se houvesse a participação maciça do universo de empresas que podem aplicar a Lei de Incentivos Fiscais, deduzindo do Imposto de Renda parte ou o total das transferências de ganhos. É o que mostra pesquisa divulgada hoje pelo consultor jurídico do Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (GIFE), de São Paulo, Eduardo Szazi.

Os dados relativos ao ano de 2000 indicam que apenas 6% das empresas realizaram algum tipo de doação para causas sociais. De 188 mil empresas, só 2 mil participaram, somando doações no valor de R$ 550 milhões. Segundo Szazi, o volume poderia atingir R$ 4 bilhões, se a totalidade das empresas de maior renda estivesse participando.

Na opinião de Szazi, o que talvez esteja faltando é conhecimento mais detalhado sobre a aplicação da Lei de Incentivos Fiscais. Szazi informou que o número de empresas que podem recorrer aos incentivos detém 78% da renda gerada na iniciativa privada, cuja receita somou, em 2000, algo em torno de R$ 1,33 bilhão. Para o jurista, uma campanha de conscientização junto aos segmentos envolvidos poderia mudar o rumo dessas migrações financeiras. Isto já vem acontecendo no que se refere às pessoas físicas, observou, revelando que o crescimento de doações individuais aos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente tem crescido de forma expressiva.

Em 2002, as doações somaram R$ 3,6 milhões e, no ano passado, passaram para R$ 39 milhões. Para este ano, a projeção é de que cheguem a R$ 49 milhões. Eduardo Szazi disse que essa elevação é resultado de campanhas de esclarecimento e de conscientização sobre o que cada um pode fazer para melhorar as condições sócio-econômicas da população.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)