Cassilândia, Segunda-feira, 27 de Março de 2017

Últimas Notícias

03/02/2016 20:00

Pesquisa indica que menos municípios apoiarão o carnaval de 2016

Marcelo Brandão - Repórter da Agência Brasil

 

Uma pesquisa da Confederação Nacional de Municípios (CNM) mostrou uma redução no número de municípios que pretendem dar algum apoio às festas de carnaval. O estudo indica que, até o ano passado, 56% dos municípios tinham costume de apoiar o carnaval. De acordo com os dados, esse percentual caiu para 31,6% em 2016.

Segundo a pesquisa, 64,9% das prefeituras não investirão no carnaval deste ano. A justificativa da maioria é a falta de recursos para aplicar na festa. Outros prefeitos alegam que utilizarão o dinheiro em outras áreas, como saúde, educação e infraestrutura.

“Com o cenário da economia brasileira de incerteza ao longo do ano [...] há uma apreensão generalizada dos agentes econômicos. Tudo isso justifica a queda na atividade econômica, bem como na arrecadação de tributos e constante cautela dos gestores públicos na hora de gerar despesa aos seus municípios. Diante desse cenário, muitos governos locais retiraram o apoio ao carnaval deste ano”, informou a pesquisa.

Ainda segundo o estudo, 43,7% dos municípios já tinham o hábito de não apoiar o carnaval em anos anteriores. Grande parte deles tem uma população pequena, de até 50 mil habitantes. Para a CNM, a explicação está na dependência “quase total” que os pequenos municípios têm do repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

A pesquisa ouviu 2.903 municípios (52,1% do total de municípios do país) de todas as regiões entre 19 e 28 de janeiro. Os que confirmaram apoio ao carnaval explicaram que podem participar cedendo infraestrutura, segurança ou injetando verba na festa.

O apoio financeiro será feito por 68% desses municípios. O gasto médio será de R$ 129 mil, correspondente a 81% do valor investido em 2015. “Ainda assim, existem municípios que apostam no carnaval para aumentar o turismo na região e, por isso, contribuirão com os festejos do carnaval deste ano”, concluiu o estudo.

Edição: Armando Cardoso

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 27 de Março de 2017
Domingo, 26 de Março de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 25 de Março de 2017
21:10
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)