Cassilândia, Segunda-feira, 19 de Novembro de 2018

Últimas Notícias

26/07/2018 11:20

Pesquisa aponta que 25,5% da população terá mais de 65 anos em 2060

Correio do Estado

 

Uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira (25), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou que até 2060, a população brasileira terá 25,5% da população com mais de 65 anos.

O número de habitantes do país terá estagnação no crescimento a partir de 2047 aliado ao índice de fecundidade feminino que cairá em média 30%.

Neste intervalo de tempo, 2018 a 2060, Mato Grosso do Sul e mais quatro unidades da federação: Roraima, Pará, Amapá, Maranhão e Mato Grosso terão as maiores taxas de fecundidade para mulheres.

Atualmente a média nacional é de 1,77 de filhos por mulher e nos próximos 42 anos os estados elencados conseguirão manter uma média de 1,80, enquanto o restante do país atingirá 1,66.

ENVELHECIMENTO POPULACIONAL

Em contrapartida, os locais com menor taxa serão Distrito Federal, Goiás, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Ainda conforme a pesquisa, a revisão do IBGE mostrou que o envelhecimento do padrão da fecundidade é determinado pelo aumento na quantidade de mulheres que engravidam entre 30 e 39 anos, e pela redução da participação de mulheres entre 15 e 24 anos na fecundidade em todas regiões.

"Além da queda do nível de fecundidade, projeta-se que o padrão etário de fecundidade por idade da mulher também se altere, conforme já observado nas últimas décadas, em direção a um envelhecimento da fecundidade no Brasil. A idade média em que as mulheres têm filhos, que está em 27,2 anos em 2018, deverá chegar a 28,8 anos em 2060", detalhou o documento.

Enquanto a estimativa aponta para uma população de 58,2 milhões de idosos, os jovens representarão no mesmo período (2018 a 2060), 13,9% da população frente ao atual 21,9%. Em número significa cair de 44,5 milhões de jovens para 33,6 milhões.

"O envelhecimento afeta a razão de dependência da população, que é representada pela relação entre os segmentos considerados economicamente dependentes (pessoas com menos de 15 e 65 anos ou mais de idade) e o segmento etário potencialmente produtivo (15 a 64 anos), que é a proporção da população que, em tese, deveria ser sustentada pela parcela economicamente produtiva", acrescenta a publicação.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 19 de Novembro de 2018
Domingo, 18 de Novembro de 2018
09:05
Cassilândia
Sábado, 17 de Novembro de 2018
09:00
Santo do dia
06:25
Cassilândia/Paranaiba
Sexta, 16 de Novembro de 2018
22:20
Cassilândia
Quinta, 15 de Novembro de 2018
09:00
Santo do dia
Quarta, 14 de Novembro de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)