Cassilândia, Terça-feira, 26 de Março de 2019

Últimas Notícias

21/02/2019 10:20

Pescadores propõem redução gradativa da cota até metade da atual

Correio do Estado

 

Os pescadores amadores constrários ao decreto de “cota zero”, anunciado no início do no pelo governador Reinaldo Azambuja, propõem a redução gradativa da cota permitida atualmente até o limite de apenas 5 kg de pescado mais um exemplar. Por outro lado, a administração estadual defende que a pesca amadora seja executada exclusivamente no sistema pesque e solte, a partir de 2020.

De acordo com o secretário adjunto da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Ricardo Senna, a minuta do decreto estabelece a redução da cota para 5 kg de pescado mais um exemplar e cinco piranhas, a partir deste ano. Atualmente, o valor permitido é 10 kg, e mais um exemplar e cinco piranhas. “A intenção não é proibir a pesca no estado e nem criminalizar ninguém”, afirmou.

Representante dos pescadores contrários a medida, a advogada Étila Guedes, explica que mais urgente do que a extinção da cota é a intensificação ao combate da pesca predatória. “Há questões como o tráfico de peixes e do mercado negro que precisam de atenção do poder público”.

Pescador amador, o militar da reserva Áurio Quadros Leite, 53 anos, é de Aquidauna, cidade distante 139 quilômetros de Campo Grande, e lembra que a medida pode ter um grande impacto econômico para os municípios onde a atividade é praticada. “Someme em Aquidauana e Anastácio tem cinco estabelecimentos que vendem iscas de pesca, além do pessoal que vende utensílios, barcos, fora o setor hoteleiro e pousadas”.

O Imasul alega que a medida tem como foco a conservação da biodiversidade, devido a redução do estoque de pescado nas bacias do Paraguai e do Paraná. Apesar das restrições, o decreto também permite a pesca amadora nas calhas dos rios Paraná e Paraguai, a partir de fevereiro de 2020.

O assunto foi debatido em audência pública na Ordem dos Advogados do Brasil, seccional de Mato Grosso do Sul (OAB/MS), na noite desta quarta-feira.

Querem ver o aumento dos peixes, coloquem um fiscalização séria nos rios, onde combate a pesca predatório dos profissionais e principalmente dos redeiros, são eles que estão acabando com os peixes, eles não respeitam nada, pega de qualquer tamanho e faz files. O Pescador Amador respeita as leis.
 
adejair morais da silva em 21/02/2019 13:46:41
Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 26 de Março de 2019
10:00
Receita do dia
09:00
Santo do dia
Segunda, 25 de Março de 2019
18:26
Chapadão do Sul, Costa Rica, Água Clara e Paraiso das Águas
09:00
Santo do dia
Domingo, 24 de Março de 2019
18:03
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)