Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

01/03/2005 06:45

Pesca com anzol de galho deve ser liberada por 60 dias

Josy Macedo - Campo Grande News

A pesca com anzol de galho deve ser liberada por sessenta dias em Mato Grosso do Sul. O método de pesca no qual se deixa uma vara com anzol fixada a beira do rio havia sido abolido em decreto do governo estadual, causando descontentamento nos pescadores do Estado. A informação é do presidente da Federação dos Pescadores Profissionais de Mato Grosso do Sul, Estevão de Queiroz Miranda, sendo repassada a ele pelo líder do governo na Assembléia Legislativa, deputado Pedro Kemp. A proibição gerou polêmica entre trabalhadores que protestaram exigindo a liberação desse tipo de pesca. De acordo Kemp, também membro da comissão parlamentar que discutiu o assunto, o governo vai realizar levantamento do número real de pescadores em Mato Grosso do Sul, o que será feito cruzando dados dos governos estadual e federal. Somente depois disso é que irá sair o regulamento sobre a pesca de anzol de galho. “Nessa regulamentação será estabelecido se o pescador poderá usar 20 anzóis, mais ou menos que isso”, exemplificou Kemp. O mapeamento é necessário, conforme Kemp, uma vez, que há uma disparidade entre os números de cada órgão sobre pescadores profissionais. “Os números apresentados variam de dois mil a oito mil pescadores”, disse. O anúncio sobre a decisão de liberar a pesca será feito amanhã às 11 horas em coletiva na Sema (Secretaria Estadual de Meio Ambiente), no Parque dos Poderes.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)