Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

10/05/2006 17:39

Pena:Juiz condenado por crime hediondo obtém progressão

STF

O juiz Marcos Antonio Tavares, condenado por homicídio qualificado, obteve Habeas Corpus (HC) 87427 no Supremo que afasta a proibição da progressão de regime do cumprimento da pena. A decisão é do ministro Ricardo Lewandowski. O ministro ressalvou que caberá ao juízo da execução criminal competente a análise da presença dos demais requisitos legais para a concessão deste benefício.

Lewandowski observou em sua decisão que o Plenário do Supremo, ao julgar o Habeas Corpus (HC) 82959, declarou a inconstitucionalidade do parágrafo 1º do artigo 2º da Lei nº 8.072/90. A partir de então, cessou a proibição de progressão de regime aos condenados pela prática de crimes hediondos.

Sobre a possibilidade de decisão individual do relator nos Habeas Corpus referentes a pedidos de progressão de regime, o ministro Ricardo Lewandowski afirmou que tanto a Primeira quanto a Segunda Turma do Supremo decidiram que os pedidos de progressão de regime podem ser julgados por decisão individual do Relator.

Condenado a 13 anos e 6 meses de prisão por homicídio qualificado, em regime integralmente fechado, o juiz de Direito Marcos Antônio Tavares impetrou habeas corpus no Supremo pedindo a progressão de regime fechado para o semi-aberto. Ele cumpre pena pelo assassinato de sua ex-mulher, ocorrido há oito anos, no Regimento de Polícia Montada 9 de Julho da Polícia Militar de São Paulo.

Sustentou o juiz que o impedimento imposto pela Lei dos Crimes Hediondos comprometeria o princípio da individualização da pena, previsto no artigo 5º, inciso XLVI da Constituição Federal.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)