Cassilândia, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

30/12/2015 11:30

Pelotão etíope ameaça prolongar jejum brasileiro de vitórias na São Silvestre

Midiamax

 

O Brasil não sabe o que é comemorar uma vitória na São Silvestre desde 2010, quando o brasiliense Marilson Gomes dos Santos cruzou a linha de chegada em primeiro lugar na Paulista. Este ano, as perspectivas não são das melhores. O pelotão africano não deixa nada a dever em relação ao do ano passado. Os atuais campeões, os etíopes Dawit Admasu e Ymer Ayalew, comparecem novamente.

A força dos etíopes desespera os jornalistas brasileiros, preocupados com a dificuldade de comunicação. Boa parte deles só se expressa na língua amárica, de origem semítica e uma das mais antigas do mundo, assim como o aramaico, que era falado por Jesus Cristo. No ano passado, Dawit, que fala inglês, se encarregou de trabalhar informalmente como intérprete para os conterrâneos.

Além dos velozes etíopes, estarão presentes no último dia do ano, na avenida Paulista, o queniano Stanley Biwott, campeão da Maratona de Nova York deste ano, Edwin Rotich, bicampeão da São Silvestre (12/13), Joseph Aperumoi, vice em 2012, Maurine Kipchumba, campeã em 2012, e Caroline Komen, campeã da Maratona de São Paulo deste ano.

O jovem Admasu disse que voltou ao Brasil para defender seu título. "Treinei bem e estou confiante, Mas sei também que não será nada fácil. Os adversários são bem fortes e terei de fazer o meu melhor para conseguir vencer. A vantagem é que agora conheço o percurso e isso fará muita diferença".

Mesmo credenciado pela vitória em Nova York, Biwott respeita as dificuldades da prova paulistana. "A São Silvestre é uma prova dura, com um percurso bem técnico e que tem reunido gente muito boa. Estou bem treinado e preparado para enfrentar os desafios do percurso e os adversários, mas sei que não será nada fácil".

Entre as mulheres, Ayalew, vencedora em 2008 e 2014, quer deixar São Paulo com seu terceiro título. "Vim atrás de mais uma vitória. Respeito todas minhas adversárias, mas quero vencer e vou fazer o máximo para conseguir isso. Adoro correr aqui e o público sempre me recebeu bem. Tenho certeza que terei esse apoio mais uma vez".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)