Cassilândia, Sexta-feira, 25 de Maio de 2018

Últimas Notícias

27/09/2006 21:27

Pedido de salvo-conduto para Carla Cepollina é extinto

STJ

Falha tentativa de obter salvo-conduto para a advogada Carla Cepollina, apontada como suspeita da morte do coronel da reserva da Polícia Militar e deputado estadual Ubiratan Guimarães. O ministro Paulo Gallotti, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), acaba de negar seguimento ao habeas-corpus apresentado em favor da advogada.

O coronel Ubiratan – comandante da operação que resultou no massacre de 111 presos na Casa de Detenção do Carandiru, em outubro de 1992 – foi encontrado morto em seu apartamento, nos Jardins, bairro nobre na Zona Oeste da capital paulista, com um único tiro na região do abdômen. O corpo foi encontrado por volta das 22h30 do dia 10 de setembro. Carla teria sido a última pessoa a visitar o coronel no dia do assassinato.

No último dia 18, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ) negou liminarmente pedido semelhante. A liminar foi negada pelo desembargador José Orestes de Souza Nery, da 9ª Câmara Criminal daquele tribunal. Neste pedido ao STJ, pretende-se a expedição de salvo-conduto para a advogada, ante a possibilidade de que seja decretada a sua prisão preventiva.

Ao apreciar o pedido, o relator do habeas-corpus no STJ, ministro Paulo Gallotti, entendeu não haver como dar seguimento ao pedido. Segundo destaca, o STJ tem firmado o entendimento de que não cabe habeas-corpus contra decisão que denega liminar, a não ser que fique demonstrada ilegalidade flagrante, o que não se dá no caso, conforme se observa da decisão do TJ. O desembargador paulista entendeu que não se concede liminar em habeas-corpus preventivo “quando a coação sequer é vista como possibilidade, ficando vaga e imprecisamente relatada e que visa impedir atos regulares de jurisdição”.


Autor(a): Regina Célia Amaral

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 24 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Quarta, 23 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)