Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

30/06/2006 22:12

Pedida a abertura de inquérito contra mais 42 deputados

Iolando Lourenço/ABr

O procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, pediu hoje (30) ao Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura de inquéritos contra 42 parlamentares suspeitos de envolvimento em fraudes na área da saúde, no esquema investigados pela Operação Sanguessuga, da Polícia Federal. Os parlamentares são acusados de envolvimento na compra superfaturada de ambulâncias por meio de emendas orçamentárias. O STF já havia autorizado a abertura de inquérito contra 15 parlamentares, em uma primeira solicitação do procurador atendida pelo ministro Gilmar Mendes. As informações são da Assessoria de Imprensa da PGR.

Segundo a procuradoria, os nomes do parlamentares não foram revelados porque as investigações seguem em segredo de justiça. Hoje, o ministro Gilmar Mendes, relator no STF dos inquéritos (2.314 a 2.328), e que apreciou o pedido feito pelo presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Sanguessugas, deputado Antônio Carlos Biscaia (PT-RJ), deferiu o pedido feito pela CPMI com o objetivo de conferir efetividade à função institucional atribuída a comissões desse tipo.

Segundo o ministro, o exame das cópias obtidas ficará restrito à comissão parlamentar de inquérito, "a qual deverá adotar rígidas providências para que seu conteúdo não seja indevidamente divulgado". Pelo despacho, a CPMI terá acesso a cópias dos requerimentos de instauração de inquérito e processos contra parlamentares em trâmite no STF.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)