Cassilândia, Quinta-feira, 24 de Maio de 2018

Últimas Notícias

19/07/2010 10:14

Pecuaristas querem o fim da campanha "Carne Legal"

Ângela Kempfer, Campo Grande News

Ação popular encabeçada por produtores rurais questiona na Justiça a campanha promovida pelo MPF (Ministério Público Federal), que incentiva o consumo de carne apenas procedente de propriedades rurais onde não ocorrem irregularidades como desmatamentos e trabalho escravo.

A campanha Carne Legal foi lançada há um mês, e na avaliação do setor é um ato de generalização.“Ela vem trazer discriminação a carne brasileira. Não defendemos as fazendas ilegais, mas do jeito que estão colocando a situação, por causa de alguns, estão punindo todos e a cadeia produtiva da carne”, comenta por meio de nota da assessoria o presidente do Fórum de Pecuária de Corte da CNA (Confederação Nacional de Agricultura), Antenor Nogueira.

Nogueira credita o problema como presente em apenas alguns setores do País como a Amazônia e, portanto, sem contorno de abrangência nacional.

Ainda conforme os pecuaristas, o MPF usa dados “não-oficiais, não comprováveis e tem como base a afirmação errônea de que o existe rastreamento de todo o gado brasileiro ou certificação da carne produzida no país”.

A CNA quer que os membros do MPF restituam o dinheiro público utilizado na Campanha, com ressarcimento de cerca de R$ 400 mil.

A campanha é realizada pelo MPF em parceria com o Idec (Instituto de Defesa do Consumidor) e a ONG Repórter Brasil. Os anúncios publicitários tem os atores Camila Pitanga e Marcos Winter.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 24 de Maio de 2018
Quarta, 23 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Terça, 22 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)