Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

29/11/2004 15:16

Pecuaristas pedem fim de adesão obrigatória ao Sisbov

Acrissul

Os integrantes da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Carne Bovina se reúnem na quinta-feira para discutir o fim da obrigatoriedade de adesão ao Sistema Brasileiro de Identificação de Origem Bovina e Bubalina (Sisbov). O programa garante a rastreabilidade dos bovinos desde o nascimento até o abate e, segundo o governo, é exigência para exportação de carne. A agenda foi divulgada pelo presidente do Fórum Nacional Permanente de Pecuária de Corte da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Antenor Nogueira.

Na reunião, também será discutida a proposta de apresentar à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) pedido para reconhecimento do rebanho brasileiro como livre da doença da vaca louca. Ainda em relação ao Sisbov, Nogueira divulgou resultado de pesquisa feita pela CNA sobre a rastreabilidade. Foram enviados 13.902 questionários e apenas 3.586 respondidos. A maioria (49%) conhece partes ou todo o sistema de rastreabilidade.

O número, avaliou Nogueira, indica que os pecuaristas estão mais informados sobre o assunto. Em 2003, ao responder à mesma pergunta, 79% dos produtores responderam que não conheciam as regras do Sisbov. Para a maioria dos pecuaristas que responderam ao questionário neste ano, 81%, a rastreabilidade é importante. De acordo com as informações da CNA, em 2003, 22% dos pecuaristas faziam rastreamento total ou parcial de seus rebanhos.

Na pesquisa atual, 51% dos pecuaristas consultados rastreiam parte ou todo seu rebanho. A maioria, 48%, disse que faz a rastreabilidade para agregar maior valor ao produto final. Os pecuaristas que já fizeram a rastreabilidade consideram altos os custos em relação aos benefícios do sistema (66%). Para 73% dos entrevistados, o sistema deve ser voluntário.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)