Cassilândia, Sexta-feira, 24 de Março de 2017

Últimas Notícias

14/08/2004 08:54

Pecuaristas mobilizados para vacinação no Pará

Mapa Imprensa

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa), Carlos Xavier, convocou hoje (13/08) os pecuaristas dos 15 municípios do arquipélago do Marajó a vacinar seus rebanhos contra febre aftosa a partir deste domingo (15/08), quando começa a campanha de imunização na região. “A erradicação da doença é fundamental para o crescimento da economia paraense e a manutenção de 400 mil empregos diretos”, afirmou ele, por telefone. A pecuária responde por 50% do Produto Interno Bruto (PIB) do estado.
O arquipélago do Marajó integra, junto com a região do Baixo Amazonas, a zona de alto risco de aftosa do estado. Os municípios da região têm cerca de 800 mil bovinos e bubalinos, o que representa cerca de 5% de um rebanho superior a 15,5 milhões de cabeças do Pará. A campanha, que se estenderá até 15 de setembro, é realizada nessa época para coincidir com a estiagem na região. Assim, fica mais fácil imunizar os animais. “Queremos ter uma cobertura vacinal próxima de 100%”, enfatiza Xavier.
Para alcançar a meta de vacinar praticamente todo o rebanho de 800 mil cabeças, a Faepa promove uma ampla mobilização dos produtores e da comunidade do Marajó. De acordo com Xavier, a campanha também envolve produtores, sindicatos, frigoríficos, laticínios, além da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (AdePará), o Conselho de Medicina Veterinária e a Delegacia Federal de Agricultura (DFA) no Pará. “Reunimos os produtores e mobilizamos agentes da AdePará e extensionistas rurais, além de usarmos tevês, rádios e jornais para incentivar todos a vacinar seus rebanhos”, disse.
Carlos Xavier afirmou que o governo estadual venderá vacinas a preços subsidiados no Marajó. A campanha, informou, é patrocinada com recursos do Tesouro estadual e do Fundo de Desenvolvimento da Pecuária (Fundepec) do Pará. “A participação do governo estadual é essencial para o sucesso da vacinação”, avaliou.
Embora 75% do rebanho do Pará esteja numa área considerada como livre de febre aftosa com vacinação pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o estado não pode exportar porque tem a zona de alto risco e outra de risco médio, no nordeste do estado. Recentemente, um foco da doença foi detectado no município de Monte Alegre, na margem esquerda do Rio Amazonas, o que levou as autoridades estaduais e a cadeia produtiva a reforçar a vacinação no território.

O Pará, prevê o presidente da Faepa, deve se tornar o maior produtor pecuário nos próximos cinco anos. “Por termos uma posição geográfica estratégica, o Pará deve se transformar também no principal pólo da exportação de carne bovina e bubalina para a América do Norte e Europa”, aposta.




Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 24 de Março de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 23 de Março de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)