Cassilândia, Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017

Últimas Notícias

24/07/2017 11:30

Pecuária de MS amarga queda de 17,87% no volume de abates

Correio do Estado

 

A pecuária de Mato Grosso do Sul amarga queda de 17,87% no volume de abates em frigoríficos. O prolongamento da recessão econômica (que reduziu o consumo interno de carne), aliado à crise no mercado internacional, gerada após a operação Carne Fraca e intensificada após denúncias envolvendo o grupo JBS, fez com que o número de abates neste ano recuasse 1,885 milhão de animais, média registrada no primeiro semestre de 2016, para 1,548 milhão no primeiro semestre deste ano. Os dados são da Superintendência Federal de Agricultura no Estado de Mato Grosso do Sul (SFA/MS), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e correspondem a uma queda de 336,6 mil abates de um período para outro.

A maior queda, aponta o relatório, ocorreu nas unidades da JBS. No primeiro semestre deste ano, as unidades do grupo – sete das maiores em todo o Estado – abateram aproximadamente 614,7 mil animais, retração de 29,5% (257,5 mil animais a menos) em comparação ao mesmo período do ano passado, quando o número de abates chegou a 872,2 mil cabeças.

Parte desta queda se deve ao fechamento da unidade frigorífica de Coxim, no início deste ano, que abatia de sete mil a dez mil cabeças ao mês, em média. Entretanto, houve queda nos abates em boa parte das unidades.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 22 de Setembro de 2017
Quinta, 21 de Setembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)