Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

05/03/2010 05:44

PEC do piso salarial para os policiais poderá ser modificada, diz líder do governo

Iolando Lourenço, Agência Brasil

Brasília - A proposta de emenda à Constituição (PEC), que cria o piso nacional para os policiais civis, militares e bombeiros militares, aprovada em primeiro turno na Câmara dos Deputados deverá ter um novo formato, segundo o líder do governo, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), que negocia com os líderes partidários um acordo que altere a PEC.

“A base do acordo da proposta é definir na Constituição que terá um piso nacional para os policiais a ser definido por lei”, disse Vaccarezza.

O texto aprovado estabelece um piso para os policiais e fixa os valores de R$ 3.500 para os praças e de R$ 7.000 para os oficiais. O líder governista entende que não dá para constar na Constituição o valor do piso.

Vaccarezza também disse que o governo está preocupado com o atraso na votação dos projetos que tratam da exploração do pré-sal. Segundo ele, em dezembro a Câmara encaminhou ao Senado o projeto que cria a Petro-sal e até hoje a matéria nem chegou a ser discutida no Senado. A Câmara já aprovou os quatro projetos do pré-sal, falta votar apenas a emenda que propõe que a distribuição dos royalties da exploração do petróleo seja entre todos os estados.

Em Relação a votação da emenda que muda as regras de distribuição dos royalties, o líder disse que o governo é contrário à aprovação, mas reconhece que será muito difícil rejeitar a emenda. Ele afirmou que vai orientar os aliados pela rejeição da matéria. "Acho muito difícil a gente ganhar. Mas vamos lutar até o final”, reconheceu Vaccarezza. Segundo ele, caso a emenda seja aprovada pelos deputados e mantida pelos senadores, ela deverá ser vetada pelo governo.

Sobre a provável votação nas próximas semanas de proposta que legaliza os bingos, o líder disse que, como deputado, é favorável à legalização dos jogos. Na avaliação de Vaccarezza, quando os bingos são legalizados coíbe-se as atividades criminosas conexas que podem existir, além de poder fiscalizar para evitar que as pessoas sejam lesadas. Ele disse ainda que, como líder do governo, deverá liberar os aliados para votarem de acordo com suas convicções.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)