Cassilândia, Terça-feira, 11 de Agosto de 2020

Últimas Notícias

31/07/2020 08:40

PC desmonta esquema de venda de veículos com uso de contas bancárias de laranjas

Fonte: Polícia Civil do Estado de Goiás

Redação
PC desmonta esquema de venda de veículos com uso de contas bancárias de laranjas

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do Grupo de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (GREF/DEIC), desencadeou, na manhã de hoje (29), operação policial que teve por finalidade o combate ao chamado “golpe do falso intermediário”.

Este golpe, que tem aumentado consideravelmente, tem como engenharia social a realização de uma transação comercial de compra e venda de veículos por meio de aplicativos de vendas. Um intermediário (golpista) convence tanto o vendedor quanto o comprador do veículo a não se comunicarem diretamente para, ao final da suposta negociação, induzir que o valor da venda seja depositado em uma conta bancária indicada por ele. Recebido o dinheiro, normalmente em conta de laranjas, o golpista some e deixa as vítimas no prejuízo.

Nas investigações, que duraram cerca de seis meses, foi representado ao Poder Judiciário pela decretação, dentre outras, de medidas de prisão temporária e busca e apreensão em domicílio, as quais foram deferidas depois da manifestação favorável do Ministério Público.

Os mandados, dois de prisão temporária e dois de busca e apreensão em domicílio, foram cumpridos pelos investigadores do GREF/DEIC e da Delegacia Regional da cidade de Posse, onde uma das presas está residindo.

No caso sob apuração, uma das vítimas, residente no interior do estado, teve um prejuízo de cerca de R$ 67.500, dinheiro depositado em uma conta bancária e depois pulverizado em outras. Interrogada, uma das presas confessou o recebimento do dinheiro produto do crime em sua conta, porém, nega que tivesse conhecimento da origem ilícita dos valores. A outra presa será submetida a interrogatório no prazo da prisão temporária, inicialmente de cinco dias.

A suspeita é de que existam outras vítimas do mesmo golpe, razão pela qual as investigações seguem em andamento e novas prisões podem acontecer. Até o momento, foram presas duas mulheres e apreendidos eletrônicos e documentos que servirão para a instrução do inquérito policial. Comunicadas as prisões, as presas passarão à disposição da Justiça.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 11 de Agosto de 2020
09:00
Santo do Dia
Segunda, 10 de Agosto de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)